Idoso borra ícone da maior igreja de Moscou

Após ser detido, visitante declarou que queria protestar contra a posição da Igreja no caso Pussy Riot.

Um visitante de São Petersburgo derramou tinta em um dos ícones da Catedral de Cristo Salvador, em Moscou.

Após ser detido, o homem afirmou que se tratava de um protesto contra a Igreja Ortodoxa Russa e sua posição no processo criminal contra as Pussy Riot.

A polícia já conseguiu estabelecer a identidade do delinquente. Iúri Piotrovski, 62, é nativo de São Petersburgo, mas atualmente reside na Alemanha, onde está registrado em um hospital psiquiátrico.

 Originalmente publicado no site Voz da Rússia


Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.