Ex-ministro das finanças quer partido para democratas

Ex-ministro das Finanças da Rússia, Aleksêi Kúdrin. Foto: Reuters

Ex-ministro das Finanças da Rússia, Aleksêi Kúdrin. Foto: Reuters

Em entrevista durante reunião do Comitê de Iniciativas Cívicas, entidade por ele presidida, Aleksêi Kúdrin reclamou criação de agremiação política pró-democratas. Kúdrin causou polêmica ao deixar posto de ministro durante o mandato de Dmítri Medvedev e se unir aos protestos de dezembro de 2011.

 O presidente do Comitê de Iniciativas Cívicas e ex-ministro das Finanças da Rússia, Aleksêi Kúdrin, expressou seu desejo de ver, até as próximas eleições parlamentares russas, um novo partido político direcionado à parcela democrata da população.

"Trata-se de uma nova força consolidada que expresse os anseios dos eleitores a favor da democracia e que possa trabalhar na economia de mercado moderna”, disse Kúdrin durante uma reunião do Comitê de Iniciativas Cívicas.

“Gostaria que nas próximas eleições parlamentares esse partido conquistasse espaço para representar dignamente os interesses de seus eleitores", completou.

Segundo o político, o ideal seria criar o partido pelo menos um ano antes das próximas eleições parlamentares, que devem ocorrer em 2016.

O ex-ministro causou polêmica ao deixar o cargo nas Finanças e se unir aos protestos que tomaram a capital após suspeitas de fraudes nas eleições parlamentares de dezembro.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.