Governo russo quer dobrar número de bolsas para estudantes estrangeiros

A maior parte dos estudantes estrangeiros na Rússia são provenientes de ex-repúblicas soviéticas, enquanto cerca de 900 deles vêm da América Latina. Foto: PhotoXPress

A maior parte dos estudantes estrangeiros na Rússia são provenientes de ex-repúblicas soviéticas, enquanto cerca de 900 deles vêm da América Latina. Foto: PhotoXPress

Com aumento, número de estrangeiros em estabelecimentos de ensino superior russos pode chegar a 20 mil.

O governo da Rússia declarou que pretende aumentar para até 20 mil o número de bolsas de estudos oferecidas a universitários estrangeiros. A quantidade é o dobro da atual.

O anúncio foi feito pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov,  durante reunião com os funcionários da Agência Federal de Rossotrudnitchesvo, que promove a língua e cultura russa no exterior.

“Concedemos cerca de 10 mil bolsas para universitários estrangeiros todos os anos. Sugiro estudar a oportunidade de dobrar esse número”, declarou Lavrov.

De acordo com dados do Rosstat (Serviço Federal de Estatísticas da Rússia), cerca de 153,8 mil universitários estrangeiros estavam matriculados em estabelecimentos de ensino superior russos.

A maior parte dos estudantes estrangeiros na Rússia são provenientes de ex-repúblicas soviéticas, enquanto cerca de 900 deles vêm da América Latina.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.