Xeque daguestanês morre em ataque terrorista

Said Afandi Foto: Divulgação

Said Afandi Foto: Divulgação

Mulher-bomba finge ser fiel para se aproximar de líder espiritual dos muçulmanos da República do Daguestão.

O líder espiritual Said Afandi e outras cinco pessoas morreram em uma explosão provocada por uma mulher-bomba na aldeia daguestanesa de Tchirkei, informou o porta-voz do Comitê de Investigação regional nesta terça-feira (28).

“Cinco seguidores morreram na explosão. Confirmamos que o xeque também faleceu”, disse o porta-voz.

A terrorista estava disfarçada de fiel, declarou a polícia local. “De acordo com as informações preliminares, a mulher se aproximou do xeque e acionou o dispositivo explosivo preso em seu cinto”, segundo comunicado da assessoria de imprensa da polícia.

Originalmente publicado no site da agência RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.