“Devemos dar valor aos brasileiros”, diz Butko

Foto: RIA Nóvosti

Foto: RIA Nóvosti

Após a derrota pelo Brasil na segunda rodada da fase de grupos dos Jogos Olímpicos de Londres, o levantador da seleção russa de vôlei masculino Aleksandr Butko explicou, em entrevista ao site Sportbox.ru, por que é impossível derrotar o time brasileiro sem arriscar na recepção dos saques.

Sportbox: Na sua opinião, por que a seleção russa foi derrotada pelos brasileiros?

Aleksandr Butko: Eles tiveram saques muito bons. Se tivéssemos conseguido competir no saque em condições de igualdade, as coisas poderiam ter sido diferentes. Só é possível ser bem sucedido com o Brasil se arriscar na recepção dos saques. Perder é sempre doloroso, sobretudo nos Jogos Olímpicos.

Sportbox: O horário do jogo [às 22h00, horário local] teve algum impacto negativo na performance?


AB: Acho que não. Pelo menos, eu estava bem. Na véspera do jogo, realizamos um treino nessa mesmo hora para nos prepararmos melhor para o jogo.

Sportbox: Houve alguma surpresa por parte dos brasileiros?


AB: Não. É uma equipe de alta nível que só pode ser vencida por quem que não poupar forças e estiver disposto a arriscar.

Sportbox: Por que a seleção russa não contou com Aleksandr Volkov nesse jogo?


AB: Aleksandr ainda apresentando sintomas da lesão no joelho. Acho que a equipe técnica fez bem em mantê-lo no banco. Espero podermos chegar à fase de mata-mata altamente colocados e lá precisaremos muito de jogadores como ele.

Sportbox: Talvez essa derrota faça bem à seleção...


AB: Claro, toda derrota traz lições. Nos próximos jogos, devemos estar mais bem dispostos.

Sportbox: Mesmo no final do terceiro set a torcida russa não parou de apoiá-los. Vocês perceberam?


AB: O apoio da torcida é muito importante para a gente. Fico feliz em saber que as pessoas vieram aqui para nos apoiar e estamos muito agradecidos por isso. Embora os brasileiros fossem mais numerosos na arquibancada, nossa torcida também marcou presença.

A Rússia enfrentará a Tunísia nesta quinta-feira, 2.

Texto originalmente publicado no site Sportbox

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.