Gazprom é 2° maior produtor mundial de petróleo, aponta estudo

Em 2011 o lucro da empresa russo ultrapassou os US$ 40 bilhões. Foto: RIA Nóvosti

Em 2011 o lucro da empresa russo ultrapassou os US$ 40 bilhões. Foto: RIA Nóvosti

Ranking da revista Forbes aponta subida da petrolífera russa e coloca empresa como fator de influência política na Europa.

De acordo com o novo ranking publicado na revista “Forbes”, a maior empresa de energia da Rússia e a maior exportadora de gás natural do mundo, Gazprom, tornou-se o segundo maior produtor mundial de petróleo.

O ranking se baseia nos dados da extração de petróleo e gás natural por dia.

O primeiro lugar é ocupado pela petrolífera saudita Saudi Aramco, que, ao produzir cerca de 12,5 milhões de barris por dia, gera uma receita diária na faixa dos US$ 12,5 bilhões.

A Gazprom, por sua vez, extrai cerca de 9,7 milhões de barris por dia. Em 2011 o lucro da empresa russo ultrapassou os US$ 40 bilhões.

Segundo a Forbes, “a Gazprom, controlada pelo Kremlin, é responsável pelo fornecimento de gás à maior parte da Europa, oferecendo ao presidente Vladímir Pútin mais um recurso para influenciar os países europeus”.

A empresa iraniana National Iranian Oil Company, cuja extração diária alcança 6,4 milhões de barris, ocupou a terceira posição da lista. Ainda de acordo com a revista, o Irã foi obrigado a diminuir sua produção de petróleo por causa das sanções internacionais. 

Entre os demais grandes produtores de petróleo no mundo, segundo o ranking, estão ExxonMobil, PetroChina, BP, Royal Dutch Shell, Pemex, Chevron e Kuwait Petroleum Corporation.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.