Aviões Ruslan transportarão cargas da Otan

A capacidade de transporte do AN-124-100 Ruslan é de 150 toneladas. Foto: volga-dnepr.com

A capacidade de transporte do AN-124-100 Ruslan é de 150 toneladas. Foto: volga-dnepr.com

A oferta conjunta da empresa estatal ucraniana Antonov e do grupo russo Volga-Dnepr venceu a licitação para realizar transportes aéreos da Otan. A Aliança vai alugar aviões de transporte pesados An-124-100 Ruslan.

A comissão de licitações da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) considerou a oferta da frota combinada de aviões de transporte pesados An-124-100 e decidiu prorrogar o contrato com a empresa estatal ucraniana Antonov e com o grupo Volga-Dnepr.

Segundo o editor da Revista Militar Independente, Víktor Litóvkin, o contrato é bastante lucrativo para ambas as empresas. “Fora o aluguel, a manutenção dos aviões – serviços de alfândegas e fronteiras, carga e descarga – também incrementará os cofres públicos. Este é um bom uso de nossas aeronaves, que hoje em dia não são tão ativamente exploradas na Rússia.”

Cabe lembrar que a Otan não possui aviões de transporte militar de grande porte, e alugá-los nos Estados Unidos seria demasiadamente caro.

“Essas aeronaves estão constantemente trabalhando na linha de Cabul. Antes da retirada das tropas do Afeganistão, a Otan precisa de um novo contrato, porque terá que fazer mais voos”, explica Litóvkin.

Não é a primeira vez que a Otan recorre a serviços de países que não fazem parte da Aliança. Os 18 membros da Aliança também justificaram a necessidade de alugar aeronaves do tipo Ruslan pelo desejo de aumentar sua participação em operações de manutenção da paz e missões humanitárias.

 

Parceria antiga


Desde 2006, a Antonov e o grupo Volga-Dnepr trabalham no âmbito do Salis (transporte aéreo estratégico da Otan, na sigla em inglês).

O contrato inicial de três anos, no valor de aproximadamente US$ 732 milhões, para o transporte de cargas destinadas à Otan e União Europeia já havia sido prorrogado por dois anos em 2008 e por mais dois em 2010.

De acordo com o contrato vigente, dois AN-124-100 estão alocados permanentemente na Alemanha, numa base técnica em Leipzig, inaugurada em 2007, e outros quatro aviões são colocados à disposição do cliente mediante solicitação.

Desde março de 2006, os Ruslan realizaram mais de 2 mil voos, tendo transportado mais de 120 mil toneladas de carga, tanto militar como civil, para vários países do mundo.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.