Startups recebem 1 bilhão de dólares em investimentos

De acordo com documento chamado “A Internet na Rússia”, os investimentos em jovens empresas e startups chegaram a 500 milhões de dólares. Foto: TASS

De acordo com documento chamado “A Internet na Rússia”, os investimentos em jovens empresas e startups chegaram a 500 milhões de dólares. Foto: TASS

Investidores aplicaram cerca de 1 bilhão de dólares nas startups russas em 2011, duas vezes mais do que no ano anterior. Apesar do aumento triplo no número de acordos fechados poucos obtêm sucesso a longo prazo, afirmam especialistas.

Em 2011, o número de transações no mercado de internet da Rússia aumentou 3,6 vezes até 213, segundo o relatório da RAEC (Associação Russa de Comunicação Eletrônica, na sigla em russo).

De acordo com documento chamado “A Internet na Rússia”, os investimentos em jovens empresas e startups chegaram a 500 milhões de dólares, quase um quarto do total das operações de todas as empresas “pontocom” na Rússia.

Depois do oferta pública inicial da ferramenta de busca russa Yandex na Bolsa de Valores norte-americana e da venda de uma parcela da rede social VKontakte ao grupo Mail.ru, o volume do mercado de internet na Rússia totalizou 2,15 bilhões de dólares.

Em 2010, haviam sido feitas apenas 59 transações no mercado da internet russa. Cerca de US$ 250 foram investidos em jovens empresas, correspondendo a apenas 19,2% do investimento total na Runet (conteúdo de internet em russo).

 

Mercado obscuro

No entanto, o mercado de internet da Rússia continua a ser pouco transparente, afirmam os especialistas da incubadora de negócios virtuais Fast Lane Ventures.

Pelas suas avaliações, o volume de transações fechadas na Runet é praticamente igual ao de transações públicas.

“Nós sabemos que foram realizados pelo menos de 100 a 150 de investimentos iniciais pelos chamados ‘investidores anjos’ e holdings privadas, e cerca de 20 a 30  grandes investimentos sem qualquer informação financeira aberta ao público”, afirma Andrêi Kulikov, analista sênior da Fast Lane Ventures.

Se considerarmos essas transações, a soma total de investimento em empresas de internet russas e em startups em 2010 teria crescido até 500 milhões de dólares, e até 1 bilhão de dólares em 2011.

Os analistas notam um aumento visível em capital semente, isto é, quando o capital de terceiros ajuda a bancar a fase inicial de uma empresa. Esse tipo de negociação quadruplicou em 2011 comparado ao ano anterior, passando de 22 para 91 acordos.

Foram injetados aproximadamente 14,1 milhões de dólares em startups, sobretudo pela criação de um novo fluxo de concessão de financiamentos. Sessenta e uma startups conseguiram mais de 20 milhões de dólares dessa forma.

Paralelamente, as empresas mais velhas mostram uma dinâmica de investimento menos ativa. A maioria dessas operações foi relacionada à aquisição de equipes, compra de tecnologia ou mudança de acionistas.

“As histórias de sucesso mais valiosas podem ser resumidas em apenas duas operações: a compra da Darberry pelo Groupon e a aquisição da Qik pelo Skype”, concluem os autores do relatório da RAEC.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.