Oposição síria visita Moscou

O chanceler  da Rússia, Sergei Lavrov (à dir.) aperta a mão com proeminente ativista de oposição sírio Michel Kilo (à esq.) antes de uma reunião com membros da delegação representando a oposição síria na sede da chancelaria em Moscou Foto: Reuters

O chanceler da Rússia, Sergei Lavrov (à dir.) aperta a mão com proeminente ativista de oposição sírio Michel Kilo (à esq.) antes de uma reunião com membros da delegação representando a oposição síria na sede da chancelaria em Moscou Foto: Reuters

Representantes da delegação síria qualificam como “positivo” o encontro realizado com o ministro das Relações Exteriores russo, Serguêi Lavrov, nesta segunda-feira, 9.

“A reunião no Ministério das Relações Exteriores da Rússia com o chanceler Lavrov e o vice-ministro Mikhail Bogdanov foi muito bem-sucedida”, declarou um membro da delegação síria à agência de notícias “Ria Nóvosti”

Ambas as partes expressaram seus pontos de vista e concordaram que a atual situação na Síria “é complicada para os governos dos dois países”. 

“Concordamos que será difícil chegar rápido a um acordo”, completou o membro da delegação.

Ainda de acordo com o representante sírio, as declarações de Lavrov sobre o não apoio da Rússia ao regime da Síria são muito importantes para a oposição.

Lavrov já havia anunciado que a posição russa em relação a Bashar Assad é baseada nos princípios do direito internacional e na regra de não interferência nos assuntos internos de países independentes. O ministro também afirmou que todas as partes do conflito devem participar da resolução do problema.

Os conflitos na Síria começaram em 2011. De acordo com os dados da ONU, o número total de vítimas já ultrapassou 12 mil pessoas. As autoridades da Síria justificam que mais de 2,5 mil militares e policiais morreram nos confrontos com militantes da oposição que recebem apoio do exterior.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.