Liberado recipiente de água dentro de aviões na Rússia

Foto: PhotoXpress

Foto: PhotoXpress

Aeroportos russos recebem equipamento que consegue identificar a composição de líquidos à distância. Por enquanto, a mudança nas restrições refere-se apenas à água.

A partir de setembro de 2012, as restrições ao volume de água que pode ser levado a bordo serão revogadas nos aeroportos russos. Os passageiros poderão levar recipientes com mais de 100 ml de água na bagagem de mão. 


Para isso, foi instalado nos aeroportos um equipamento especial, que reage a componentes facilmente inflamáveis e potencialmente explosivos. Também permite a realização de uma análise imediata do líquido ao encostar o recipiente no indicador do aparelho. 

Os limites para transporte de líquidos na bagagem de mão foram introduzidos depois que o serviço de inteligência britânico alertou sobre uma série de tentativas de atos terroristas com utilização de “bombas líquidas”, em agosto de 2006. 

A partir de então, os aeroportos internacionais passaram a permitir a bordo apenas recipientes com 100 ml ou menos em embalagens de plástico transparente, com exceção para alimentos infantis e remédios na forma líquida. 

O material da embalagem, contudo, deve ser de vidro ou plástico com espessura igual ou inferior a 8 mm. 


Por enquanto, a mudança nas restrições refere-se apenas à água. No caso de líquidos inflamáveis e que contêm álcool ou também aqueles transportados em recipientes metálicos, devem continuar sendo despachados na mala.


Os passageiros dos aeroportos russos também não terão que tirar os sapatos ao passarem pela revista. O Ministério dos Transportes divulgou essa informação em um relatório sobre as mudanças chamado “Regras da revista antes e após o voo”.


De acordo com o documento, os passageiros não vão precisar tirar sapatos com “salto de altura inferior a 2,5 cm e sola de espessura inferior a 1 cm”.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.