Deneuve é homenageada em Festival de Moscou

Atriz francesa Catherine Deneuve Foto: RIA Nóvosti

Atriz francesa Catherine Deneuve Foto: RIA Nóvosti

O filme britânico “Junkhearts” venceu o São Jorge de Ouro, o principal prêmio do Festival de Cinema de Moscou, que chegou ao fim no ultimo sábado, 30, em uma cerimônia de gala com participação especial da atriz francesa Catherine Deneuve.

A cerimônia marcou o fim do décimo dia do Festival de Cinema de Moscou, do qual participaram 60 mil espectadores em mais de mil exibições, segundo o diretor do festival, Nikita Mikhalkov.


“Junkhearts” (sem título oficial em português) narra a história de um ex-soldado sofrendo de estresse pós-traumático e de alcoolismo que torna-se amigo de uma moradora de rua.  O ator que dá vida ao soldado, Eddie Marsan, venceu o São Jorge de prata na categoria de melhor ator.


“Tenho certeza de que esse é um filme do futuro e o futuro começa hoje”, disse o diretor brasileiro Hector Babenco, que presidiu o júri do festival. 


Durante a cerimônia de premiação, houve ainda certo constrangimento quando o novo ministro da Cultura aparentemente falhou na entrega do prêmio honorário à lendária atriz francesa Catherine Deneuve.  


Vladímir Medínski, novo e polêmico ministro da Cultura, subiu ao palco para apresentar o Prêmio Especial Stanislavski em Excelência de Atuação para atriz.  


“Deneuve merece esse prêmio como ninguém”, disse Medínski. “O público sempre se deixa levar pelos papéis dramaticos e trágicos que ela dá vida nas telas”, completou. 


Entretanto, em vez de entregar o prêmio à atriz, o ministro saiu segurando o troféu depois de Deneuve fazer seu próprio discurso. Mais tarde, Medínski escreveu em seu Twitter que ele havia carregado o prêmio de 5 quilos a pedido de Deneuve, pois ela já estava segurando um enorme buquê de flores.


Deneuve chegou a retornar ao palco antes da apresentação de "Les Bien-Aimes" (“Os bem-Amados”), um musical dirigido por Christophe Honore, no qual ela e a própria filha, Chiara Mastroianni, atuaram. Diante de todos, o apresentador Ígor Vernik lhe perguntou se ela tinha gostado de fazer o filme.


“Na verdade, eu sou o filme”, respondeu Deneuve.


Os organizadores do festival não deram importância ao incidente. "Deneuve estava sentada ao lado de Medínski no jantar oficial após a cerimônia", comentou Kirill Razlogov, diretor de programação do festival, segundo informações da agência ITAR-TASS.


“Deneuve é uma pessoa experiente nessas situações e é pouco provável que uma confusão dessas pudesse irritá-la”, disse Razlogov.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.