Moscou também tem coração

Entre os souvenirs típicos da Rússia, estão as bonecas de madeira (matriochkas) e réplicas da Catedral de São Basílico Foto: RIA Nóvosti / Vladímir Fedorenko

Entre os souvenirs típicos da Rússia, estão as bonecas de madeira (matriochkas) e réplicas da Catedral de São Basílico Foto: RIA Nóvosti / Vladímir Fedorenko

Сomitê de turismo da cidade e alguns empresários locais tentam mudar imagem da capital russa de lugar frio e pouco acolhedor.

Quase 75% dos russos moram em cidades, e eles pensam cada vez em como melhorar a estrutura desses lugares.

Cidades que causam uma primeira impressão boa garantem uma vantagem nessa competição por moradores, empresários e companhias.

A Rússia tem há muito tempo a reputação de ser um país frio e pouco acolhedor, e Moscou, sendo sua capital, absorveu esse estereótipo.

O blogueiro russo Iliá Varlamov, conhecido na internet sob o pseudônimo “zialt”, propôs recentemente dez medidas que poderiam transformar Moscou em uma “cidade para pessoas”.

Entre outras coisas, Varlamov sugere a criação de ciclovias, a instalação mais assentos e a proibição da circulação de veículos no centro da capital.

Enquanto medidas como essas levariam um tempo para serem implementadas, a prefeitura da cidade decidiu adotar uma abordagem mais superficial.

Em abril, as autoridades locais anunciaram um concurso com o objetivo de desenvolver uma nova marca de turismo para a cidade, buscando colaboração entre os moradores para criar um logo original e orgânico que “projete Moscou como um centro global de turismo”. 

O logo deve ser pensando tanto em russo como em inglês, e o projeto deve conter imagens, cores, vídeos e um manual que descreva seus principais elementos.


O urso criado para os Jogos Olímpicos de 1980 tornou-se um conhecido símbolo de Moscou Foto: Press Photo 

“Nosso principal objetivo é criar condições confortáveis para os turistas virem e curtirem Moscou", diz Gueórgui Mokhov, vice-presidente do Comitê de Turismo e Hotelaria de Moscou.

"Tomamos uma série de medidas no ano passado: demos início a um serviço de atendimento aos turistas bem como um portal na internet, o travel2moscow.com, colocamos placas em inglês por toda a cidade e publicamos guias em oito línguas, como o 'Museus e monumentos inusitados de Moscou' e o 'Metrô de Moscou'", completa.

Réplicas da Catedral de São Basílico Foto: ITAR-TASS


O comitê, assim como diversos empresários locais, também chegaram ao consenso de que os souvenirs para turistas poderiam ser atualizados.

A capital russa é associada a lembrancinhas-padrões que podem ser encontradas em qualquer outro lugar da Rússia: bonecas de madeira matriochkas, cachecóis, samovares, toalhas de mesas pintadas e chapéus de pele.

O jovem moscovita Aleksandr Elzesser quer provar aos turistas e aos próprios russos que Moscou tem, sim, um coração. Por isso, sua empresa, a Babuchkov, está desenvolvendo uma marca chamada Coração de Moscou.

“Sei que Moscou tem muitos problemas, mas eu amo minha cidade”, diz.

Por meio de um blog e da venda de uma grande variedade de produtos, a Babuchkov tenta fazer com que o maior número possível de pessoas se apaixone pela capital russa.

O símbolo da Coração de Moscou é uma das cúpulas da Catedral de São Basílico colorida em vermelho com listras brancas. Elzesser aplicou o logo não só em itens tradicionalmente associados à Rússia, como meias de inverno e luvas, mas também em notebooks e capas de celular.   

O site Wow Moscow (Uau Moscou, em português) também oferece souvenirs que não podem ser comprados em nenhum outro lugar. Todos os objetos do site apresentam o mesmo símbolo: um smile estilizado.

“Sentimos que Moscou tem tanto a oferecer  que pode causar uma surpresa agradável, gerar um sorriso e fazer os visitantes dizerem ‘Uau’”, explica Aleksandr Sapov, um dos fundadores do movimento Capital Centro Internacional da Cultura, envolvido no desenvolvimento da marca.

O Comitê de Moscou para Turismo gastou recentemente 5 milhões de rublos (R$ 310 mil) para desenvolver souvenirs que tenham chamem a atenção dos viajantes modernos.

Os novos itens incluem pendrivers em formato de matriochkas e mouse pads com imagens panorâmicas da cidade.

Atualmente, o comitê está usando os souvenires como itens promocionais, distribuídos em feiras internacionais de turismo.

 

Turistas compram souvenirs no centro de Moscou Foto: ITAR-TASS 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.