Microsoft abrirá centro de pesquisa em Skôlkovo

Até 2015 mais de cem profissionais de TI e cientistas farão parte do departamento Foto: Microsoft / Press Photo

Até 2015 mais de cem profissionais de TI e cientistas farão parte do departamento Foto: Microsoft / Press Photo

Empresa norte-americana vai abrir um departamento de pesquisa e desenvolvimento em Skôlkovo, centro de inovação nos arredores de Moscou. Segundo o chefe de TI da organização, Aleksandr Turkot, os engenheiros russos passarão a criar diversos produtos para a Microsoft.

O acordo assinado entre o vice-presidente da Fundação Skôlkovo, Conor Lenihan, e o presidente da Microsoft Business Solutions, Kirill Tatárinov, irá permitir a realização de pesquisas aplicadas e o desenvolvimento de produtos da linha de programas do Microsoft Dynamics. 

Entre as prioridades, está a concepção de softwares de cloud computing (em português, “computação em nuvem”), área em que a empresa americana planeja investir mais de US$ 10 milhões.  Esse novo órgão também irá cooperar ativamente com a Universidade Aberta de Skôlkovo, com o Instituto de Ciência e Tecnologia e com outros centros do ensino superior da Rússia.

Concebido como uma espécie de “Vale do Silício russo”, o centro de inovação Skôlkovo também tem acordos de cooperação com a Cisco, Ericsson, Intel e Nokia. 

Histórico de sucesso 

A Microsoft abriu sua primeira representação na Rússia em novembro de 1992. Por meio dela, promove o desenvolvimento de softwares, introduz novos produtos e expande o mercado de TI no país.

A ideia de estabelecer uma parceria estratégica entre as duas organizações foi anunciada em abril de 2010. Desde então, a Microsoft começou a formar sua equipe de trabalhadores na Rússia. Os funcionários locais elaboraram, em 2012, a primeira biblioteca matemática, chamada Cloud Numerics, que possibilita aos cientistas e organizações comerciais reduzir os custos para a análise de grandes conjuntos de dados e modelos experimentais. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.