Alta em suicídios infantis estimula criação de ministério

Foto: PhotoXpress

Foto: PhotoXpress

Rússia registra mais de 3 mil suicídios entre crianças e adolescentes suicídios todos os anos.

O Comitê para a Família, Mulher e Criança da Duma (câmara baixa do parlamento russo) está elaborando uma série de medidas para evitar a continuidade de uma onda de suicídios infantis na Rússia. 

Os deputados propõem a criação de um ministério federal e um conselho presidencial de apoio às famílias. “É necessário discutir a questão de apoio familiar no mais alto nível federal”, explica a presidenta da comitê da família na Duma,Elena Mizúlina. Depois da onda de suicídios, os deputados solicitaram todas as estatísticas e análises de causas do fenômeno. 

Suicídio infanto-juvenil no mundo

Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a quantidade de casos de suicídio aumentou 60% desde 1967 - cerca de 1 milhão mortes por ano no mundo todo. No Brasil, de acordo com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, uma média de 102 crianças entre 10 e 14 anos morrem por ano em decorrência de suicídios, enquanto 566 adolescentes entre 15 e 19 anos se seuicidaram em 2009.

O jornal médico Lancet, em uma série de estudos sobre o caso, mostra que o suicídio é a principal causa de morte para meninas do mundo todo entre 15 e 19 anos. Para o sexo masculino, é a terceira causa de morte, depois de acidentes e homicídios. 

Segundo especialistas do Centro de Psiquiatria Social e Judicial Sérbski, uma média de 3 mil de crianças e adolescentes cometem suicídios anualmente na Rússia. 

Em 47% as causas são relações familiares desequilibradas. Em segundo lugar está o impacto negativo de seitas religiosas, da internet e da mídia. “Na maioria dos casos, os meios de comunicação fornecem informações sobre suicídios em uma forma completamente inaceitável, atribuindo à tragédia um caráter sensacional e descrevendo todos os detalhes”, declaram os especialistas do Centro Sérbski. 

De acordo com a Elena Mizúlina, o novo ministério ajudará a pressionar por iniciativas de combate a suicídios. 

Leia o artigo na íntegra em russo izvestia.ru

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.