Russo recebe prisão perpétua na Líbia

Governo deve tentar repatriação dos russos presos na Líbia  Foto: AFP / EastNews

Governo deve tentar repatriação dos russos presos na Líbia Foto: AFP / EastNews

Tribunal líbio condena 24 cidadãos da Rússia, Ucrânia e Bielorrússia que teriam apoiado o regime de ex-ditador da Líbia, Muammar Gaddafi.

Um dos dois russos detidos no verão de 2011 foi reconhecido como líder do grupo e condenado à prisão perpétua.

Os demais integrantes foram sentenciados a até dez anos de prisão e trabalho forçado. 

Segundo o tribunal líbio, eles teriam ajudado a consertar e modernizar os equipamentos militares usados “para destruição do povo líbio”. Os presos negam qualquer relação com o regime e insistem que trabalhavam na Líbia sob contratos civis, e não militares. 

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia não fez declarações sobre o assunto, embora Moscou tenha afirmado que fará de tudo para o repatriamento dos russos.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.