Porto modulado é destaque de mostra em Barcelona

Vladímir Masliuk, vice-diretor da empresa Kompas Foto: Arquivo pessoal

Vladímir Masliuk, vice-diretor da empresa Kompas Foto: Arquivo pessoal

Uma das atrações da exposição SIL-2012, em Barcelona, entre 5 e 7 de junho, será um porto multifuncional móvel capaz abastecer um navio atracado com todo necessário e se unir a estruturas já existentes. Segundo o vice-diretor da empresa Kompas, Vladímir Masliuk, nem mesmo as condições climáticas são empecilhos para sua instalação.

Os cais flutuantes foram originalmente projetados para atender às demandas da Marinha de Guerra da URSS, bem como abrigar navios de guerra e submarinos em difíceis condições climáticas do Extremo Norte. Mais tarde, passaram a ser usados pela marinha mercante.


Às vésperas do SIL-2012, Vladímir Masliuk, vice-diretor da empresa responsável pelo projeto, Kompas, falou à Gazeta Russa sobre as inovações do porto multifuncional móvel e os benefícios gerados a seus clientes.


Gazeta Russa: Como funciona um porto móvel? 

Vladímir Masliuk: O porto modulado pode abastecer um navio atracado com todo o necessário: eletricidade, água potável, combustível, além da possibilidade de ser equipado com um hotel e frigorífico capaz de armazenar mariscos e outros frutos do mar. 


GR: Em termos práticos, quais seriam suas vantagens?

VM: Uma costa desequipada pode receber , em pouco tempo, uma infra-estrutura necessária para atender a navios e embarcações com especificações diferentes, numa questão de 25 a 30 dias. Se necessário, o complexo pode ainda ser transferido para outro local ou ter sua configuração modificada. Em alguns casos, criamos estruturas móveis como anexo a um porto fixo para aumentar a movimentação de carga. 

GR: Quais regiões são adequados para receber um porto modulado?

VM: Aqueles interessados em construir novos portos ou ampliar os já existentes. Também são ideais para aproximar a infraestrutura portuária dos locais de atividades econômicas, como extração ou transformação e armazenamento de recursos minerais. 


GR: Qual o custo para implantação dessa estrutura? 

VM: Depende do tamanho dos módulos, equipamento, infraestrutura e condições específicas de uso. Mas, em geral, os cálculos mostram que montar um porto móvel é 3 a 4 vezes mais barato que construir um porto fixo. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.