Pesquisadores avistam baleia albina em Kamtchatka

A baleia, apelidada de Iceberg, foi avistada durante uma expedição de um grupo de cientistas e estudantes russos sob a direção do ambientalista e associado científico sênior da Sociedade de Conservação das Baleias e Golfinhos (WDCS, na sigla em inglês), Erich Hoyt.

Uma orca branca, também conhecida como “baleia assassina”, foi vista nas águas perto da península de Kamtchatka.

De acordo com os pesquisadores, a Iceberg parece saudável e tem uma vida típica de sua espécie. “A baleia parece completamente socializada. Pelo nosso conhecimento, essas orcas comedoras de peixe permanecem com suas mães durante toda a vida”, disse Hoyt.

As baleias brancas são bastante raras. “Já tínhamos visto outras duas orcas brancas na Rússia, mas elas eram jovens. Essa foi a primeira vez que vimos uma adulta”, conta.

A Iceberg tem uma barbatana dorsal de dois metros, igual à de um macho maduro. Isso quer dizer que o cetáceo tem pelo menos 16 anos de idade. “Porém, algumas mordeduras em sua barbatana nos levam a acreditar que ela seja um pouco mais velha”, adianta Hoyt, pesquisador de orcas há mais de dez anos.

A causa exata do albinismo dessa baleia é desconhecida. Chima, um orca branca capturada anteriormente, tinha, por exemplo, síndrome de Chediak-Higashi, uma imunodeficiência hereditária, além  de uma série de complicações médicas.

Os cientistas não descartam a hipótese de realizar uma biópsia na Iceberg, apesar de não acreditarem que a baleia possua algum problema sério.

Nos últimos anos, uma outra baleia branca vista nas águas da Austrália tem despertado grande interesse pelo mundo. As autoridades do estado australiano de Queensland se apressaram em classificá-la como a única baleia jubarte completamente branca do planeta.

Segundo o site oceanology.ru, as pessoas estão proibidas de se aproximar dela a uma distância inferior a 500 metros.

Quem se atrever a chegar perto da orca, apelidada de Migalu (“amigo branco”, no dialeto aborígine), com “um barco, jet ski ou voo rasante” será multado em US$ 13,5 mil, de acordo com o decreto das autoridades locais.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.