Presidente do COB assina acordo com Rússia

Nuzman: “Os próximos jogos Olímpicos de Sôtchi e do Rio serão dirigidos por dois russos, eu e meu amigo Tchernichenko” Foto: Divulgação

Nuzman: “Os próximos jogos Olímpicos de Sôtchi e do Rio serão dirigidos por dois russos, eu e meu amigo Tchernichenko” Foto: Divulgação

Acordo com Universidade Olímpica Russa vai possibilitar intercâmbio de atletas e abrir caminhos para depois do fim de carreira.

No último dia 12 de abril, o presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Arthur Nuzman, assinou um acordo de cooperação nas áreas de pesquisa e cooperação com a Universidade Olímpica Internacional da Rússia. A assinatura do documento, que deve facilitar o intercâmbio de esportistas e técnicas entre os países, aconteceu em Moscou durante a visita do representante brasileiro em razão da 18° Assembleia da Associação dos Comitês Nacionais Olímpicos (Acno), realizada entre os dias 13 e 15 de abril.

“Estive no lançamento da pedra fundamental [da Universidade Olímpica Russa] com o primeiro-ministro Vladímir Pútin, hoje presidente eleito da Rússia, e me entusiasmei com essa criação, com os objetivos da universidade, com seus propósitos, projetos, planos. Fiquei muito contente de podermos assinar um convênio, porque isso vai dar uma condição de desenvolvimento muito grande para as relações entre Brasil e Rússia”, disse Nuzman à Gazeta Russa em um dos intervalos da assembleia.

A pedra fundamental a que se refere o representante brasileiro foi instalada ainda em junho de 2010 pelo premiê russo no local onde está sendo construído, em Sôtchi, o conjunto de quatro prédios que irá compor a universidade. Alguns meses depois, começaram os programas de ensino da instituição, cujas obras ainda estão em andamento.

“A assinatura deste acordo marca uma nova etapa nas relações entre esses países. Iniciamos um trabalho mais forte na área de preparação prática de especialistas esportivos”, disse o presidente do Comitê Olímpico Russo, Aleksandr Jukov. “Mas o mais importante é que nossa atuação conjunta será proveitosa para os esportistas das seleções olímpicas depois do final de suas carreiras esportivas”, afirmou.

A ideia de criação da instituição russa surgiu ainda em agosto de 2008, quando o Comitê Olímpico Internacional, o Comitê Organizador de Sôtchi-2014 e o Comitê Olímpico da Rússia assinaram um acordo de intenções.

Russificidades

Durante a assembleia da Acno, Nuzman apresentou a experiência brasileira na organização de jogos olímpicos durante paineis de discussão e assinou mais alguns alguns acordos, “mais pontuais”, de acordo com a autoridade olímpica brasileira, com outras comissões olímpicas.

Segundo Nuzman, a cidadania russa, que ele adquiriu por meio de um decreto presidencial assinado por Dmítri Medvedev em julho de 2011, teria facilitado as negociações com a Rússia. “Eu acho que ela dá um relação de amizade maior, de entendimento, de proximidade, de compreensão”, disse o presidente do COB à Gazeta Russa. “Eu disse em uma entrevista em Sôtchi que os próximos Jogos Olímpicos de inverno e os do Rio serão dirigidos por dois russos, que sou eu e o [presidente do Comitê Olímpico de Sôtchi 2014] Dmítri Tchernichenko, que é meu amigo”, brinca.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.