Comunistas protestam contra base da Otan

Foto: kprf.ru

Foto: kprf.ru

Uma manifestação de protesto contra os planos de criar um terminal de transporte da Otan em Ulianovsk, na região do Volga, foi realizada por moradores locais no último sábado (21), segundo informou a agência Interfax.

A ação organizada pela comitiva regional do Partido Comunista da Federação Russa (PCFR) envolveu, pelo menos, duas mil pessoas.

Militantes do PCFR de 10 diferentes regiões da Rússia se reuniram na Praça 30 anos da Vitória, entre os quais o líder dos comunistas russos, Guennádi Ziuganov.

 “As tropas da Otan nunca chegam de forma gratuita. Entendemos a instalação de um ponto de trânsito da aliança em pleno centro do país como traição dos interesses nacionais da Rússia”, disse Ziuganov em um discurso durante o evento.

Mais de cem agentes da polícia foram posicionados no centro da cidade para manter a ordem pública durante a manifestação.

A Rússia e a Otan estão negociando a instalação de um ponto de apoio logístico no aeroporto Ulianovsk-Vostótchni para o transporte de cargas do Afeganistão para a Europa.

A diplomacia russa garantiu que o ponto de trânsito não se trata de uma base militar da Otan. No entanto, as negociações entre a Rússia e a aliança internacional causaram uma forte reação negativa na sociedade russa, em particular entre os comunistas.

Guennádi Ziuganov acredita que essa iniciativa represente uma espécie de troca para Washington reconhecer a vitória de Vladímir Pútin nas eleições presidenciais.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.