McDonald's prevê expansão dos negócios

Foto: PhotoXpress

Foto: PhotoXpress

Rede de lanchonetes anuncia inauguração de 45 novas lojas na Rússia neste ano e segue rumo a regiões orientais do país.

Ao ouvir a reclamação de uma repórter que disse não conseguir encontrar um assento livre em um McDonald’s de Moscou e gostaria de saber quais medidas seriam tomadas em relação a isso, Khamzat Khasbulatov, presidente do McDonald’s na Rússia, abriu um sorriso inesperado.

“É bom ser popular”, respondeu Khasbulatov durante a coletiva de imprensa realizada na semana passada em uma unidade na Praça Púchkin.

As movimentadas lanchonetes da rede na capital russa ilustram a demanda por trás da contínua expansão do gigante do fast food norte-americano mais de duas décadas após a inauguração de sua primeira filial na Rússia. Neste ano são esperados 45 novos estabelecimentos, bem como a contratação de 5 mil funcionários, anunciou Khasbulatov. Atualmente o país já conta com mais de 300 McDonald’s e 30 mil funcionários.

Esses números seguem a tendência das 5 mil contratações e 40 novos restaurantes abertos no ano passado, que colocaram o McDonald's à frente de seus concorrentes: Burger King, cuja primeira unidade foi inaugurada em janeiro de 2010 e possui 42 estabelecimentos pelo país, e a franquia Wendy’s, lançada em junho do mesmo ano e detentora de apenas sete restaurantes próprios.

O McDonald's também está construindo uma infraestrutura para o cultivo de alimentos na Rússia. Iniciada em 2011, a iniciativa pretende estabelecer a produção interna dos itens que vão para as chapas, fritadeiras e geladeiras de seus restaurantes.

Neste ano darão início à produção de frango na região de Tula e Kaliningrado, informou Khasbulatov. Também será lançada uma fábrica de molhos em Tchuváchia, próxima a Kazan.

Khasbulatov também confirmou a informação divulgada na semana anterior de que o McDonald's Rússia irá fechar seu primeiro contrato de franquia, permitindo, assim, a empresa Rosinter usar o nome da marca. Esta companhia, que franqueia o T.G.I. Friday's e administra as cadeias de restaurante Planet Sushi e Il Patio, irá operar as franquias situadas em aeroportos e terminais de trem em Moscou e São Petersburgo, de acordo com jornal de negócios “RBK Daily”.

O executivo do McDonald’s deu poucos detalhes sobre o assunto. Chamando o franchising de “uma pequena parte do negócio”, Khasbulatov disse que somente uma ou duas das 45 novas lanchonetes deste ano deverão ser franqueadas.

“Isso terá continuidade? Vamos ver os resultados do nosso primeiro projeto e, se for bem sucedido, não excluo essa possibilidade”, disse.

A expansão rumo à Rússia oriental também faz parte de um processo cauteloso. Os famosos arcos dourados serão introduzidos em 2012 nas regiões europeias de Saransk, Ijevsk, Briansk e Oriol, bem como em várias cidades pequenas. Tiumen é atualmente a cidade mais oriental a possuir um McDonald’s.

Existem apenas oito McDonald's nos Urais, incluindo as regiões de Iekaterinburgo e Tcheliabinsk. Khasbulatov disse que a rede quer aumentar o número de restaurantes nesses lugares, mas a logística necessária para entrega de alimentos ainda é uma barreira para a expansão.

Com a Sibéria, “precisamos considerar as possibilidades de obter imóveis que nos permitam criar uma cadeia”, disse Khasbulatov, “para que a logística e sua gestão sejam eficazes”.

Aleksandr Kovaler, executivo-chefe da franquia Wenrus do Wendy’s, contou que sua empresa abriu duas Wendy’s neste ano e irá inaugurar outras seis até dezembro, alcançando um total de 13 lojas. Em 2013, a rede irá mais que dobrar para 30 aos estender seus limites além de Moscou e começar o subfranqueamento.

Procurados por e-mail, os representantes do Burger King não se pronunciaram sobre o assunto.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.