Criações inusitadas marcam MBFW

Entre os estilistas que apresentaram seus looks estão nomes internacionalmente renomados do calibre de Slava Záitsev, que completou 50 anos de moda, bem como os jovens fashionistas Marussia Záitsev, Ianina Vekhteva, Maria Golubeva e Dima Neu.

Fotos: Elena Pochetova

A longo da última década, a Mercedes-Benz Fashion Week – até o ano passado chamada Russian Fashion Week – vem transportando o público ao universo contemporâneo da alta costura na mais importante semana de moda da Europa Oriental. Apesar de ser ainda cedo para falar de uma verdadeira indústria de moda na Rússia, a Mercedes-Benz Fashion Week tem prestado grande contribuição para melhorar a situação no segmento.

“Nossa Semana de Moda é orientada para o mercado local”, explica Aleksandr Chumski, produtor do evento.

As casas de alta costura convidadas a desfilar suas coleções no evento impressionaram o público com sua criatividade.

“Quase todos os nomes conceituados da moda russa na última década começaram sua carreira na Russian Fashion Week. Desde 2011, a montadora alemã tornou-se patrocinadora oficial do evento”, conta Chumski. “É uma prova de que os estilistas russos merecem ser encarados a sério. Agora eles terão mais oportunidades.”

A coleção de autoria de Tatiana Parfênova virou uma performance literária: as modelos recitavam versos da comédia “Noite de Reis”, de William Shakespeare, enquanto andavam pela passarela.

Admirados com o talento artístico dos modelos, os espectadores aclamaram as criações expostas: peças desenvolvidas com tecido único, bordados e golas elaboradas.

O projeto francês I Love Fashion convidou Anna Chapman, personagem frequente em uma série de escândalos de espionagem, para desfilar pela marca.

As peças da coleção de Igor Záitsev (YeZ por Igor Záitsev) apresentaram o detalhe favorito do estilista, usado em todas as suas coleções: os tentáculos que, nesta temporada, foram transformados em cachecóis, laçarotes e armações complexas.

O tema do desfile de Dacha Gauser foi misticismo. “Minha personagem é uma mulher que vive em paz consiga mesma e com a natureza, sendo capaz de mobilizar forças nela ocultas”, diz a estilista. A coleção, concebida com foco no público russo, apresentou diversos elementos de trajes tradicionais, como malhas grossas, lenços de cabeça, pregas e xales.

O desfile da coleção Teguin, de Svetlana Teguin, foi um grande show dramático ao tilintar dos saltos altos das modelos que andavam pela passarela com os rostos imobilizados.

Cortes rigoroso e tecidos macios de lã e caxemira, seda e veludo, além da súbita aparição do verde esmeralda entre tons de cinza e preto, chamaram atenção dos presentes. A beleza feminina na interpretação de Svetlana Teguin encantava e, por vezes, causava espanto.

O desfile de Bessarion, acostumado a clientes requintadas e poéticas, apreciadoras de uma moda minimalista de corte intelectual. encerrou a Mercedes-Benz Fashion Week. A combinação de cinza e verde-limão, bem como a passagem malha para seda ganharam destaque nas passarelas.

O evento acontece duas vezes por anos e sua próxima edição em outono apresentará coleções primavera/verão-2013. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.