Brasil recebe seu primeiro Kamov

Ka-32A11BC Foto: Russian Helicopters

Ka-32A11BC Foto: Russian Helicopters

Depois de anos investindo na região, Rússia consegue finalizar primeira venda de um Kamov a uma empresa privada brasileira. Modelo já goza de boa fama em outros países da América Latina, onde é usado principalmente no combate a incêndios.


A fabricante de helicópteros russa “Vertoliôti Rossi” (Russian Helicopters) entregou, na última terça-feira (27), um helicóptero Ka-32A11VS de múltiplas funções com rotores coaxiais à operadora brasileira de transporte aéreo Helipark Táxi Aéreo.

A entrega foi efetuada mais de um ano após o início das conversações entre a fabricante e a operadora. O contrato de compra do helicóptero foi assinado entre a Helipark Táxi Aéreo e a Russian Helicopters ainda em dezembro de 2010, de acordo com a assessoria da última.


A compra também indica um avanço da Rússia na América Latina, onde o modelo já goza de boa fama. Apesar de ser o primeiro do tipo no Brasil, o Ka-32A11VS foi amplamente utilizado no combate a incêndios florestais em 2005.

Todavia, o modelo não é o único russo adquirido pelo setor privado no Brasil, e a Táxi Aéreo Atlas já adquiriu anteriormente dois helicópteros Mi-171A1.

Concebidos para o clima sul-americano pela empresa russa “Moskóvski Vertoliôtni” (em russo, “Helicópteros de Moscou”), parte da holding Russian Helicopters, os Mi-171A1 receberam certificação brasileira e já operam no país, atendendo a demandas da Petrobrás no setor offshore.

O Kamov

O Ka-32A11VS é a primeira compra da Helipark no programa de ampliação de seu parque aeronáutico e será utilizado no transporte de cargas externas para regiões de difícil acesso da Amazônia.    

Supõe-se ainda que o helicóptero seja utilizado em obras para os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

Russian Helicopters na FIDAE-2012

A Feira Internacional do Ar e do Espaço (FIDAE-2012), que abriu as portas na última terça-feira (27) na capital chilena, conta com helicópteros multifuncionais  Ka-32A11BC e Mi-171A1, modelos de pequeno porte Ka-226T, Ansat, Mi-34S1, além de Mi-26T de grande porte e projetos promissores da Russian Helicopters como o Ka-62, o Mi-171A2, o Mi-38 e o Mi-26T2.

De acordo com a holding russa, o Ka-32A11VS é muito eficaz para o transporte de cargas externas e como um “guindaste voador” para a montagem de construções de grande altura.

Os rotores coaxiais conferem à aeronave grande capacidade de manobra e precisão de controle. A aeronave leva a bordo um canhão de água para a extinção de incêndios e pode executar diversas outras missões.

“O Ka-32A11VS estreou no Brasil graças ao projeto conjunto da holding Russian Helicopters e da Helipark Táxi Aéreo. A confiabilidade e eficácia dessa aeronave e sua merecida fama internacional nos permitem ter esperanças de ampliação da frota no maior país da América do Sul”, declarou o diretor-geral da Russian Helicopters, Dmítri Petrov.

No ano passado, os helicópteros russos tiveram grande sucesso comercial na América do Sul.  Em abril de 2011, durante a exposição LAAD-2011, a Russian Helicopters assinou acordos importantes com o Brasil sobre a instalação de centros de serviços técnicos no país para a manutenção dos helicópteros multifuncionais russos Mi-171A1 e Ka-32A11VS.

Ainda no ano passado, a holding fechou um acordo de parceria estratégica com a VEB Leasing na região. O acordo prevê serviços de leasing a empresas latino-americanas interessadas em adquirir ou utilizar novos helicópteros civis de fabricação russa.

“Continuamos buscando novas formas de cooperação com as empresas que operam helicópteros civis no mercado promissor da América Latina”, disse Dmítri Petrov.

Os fabricantes de helicópteros russos esperam ainda assinar novos contratos na Feira Internacional do Ar e do Espaço (FIDAE-2012), que abriu as portas na última terça-feira (27) na capital chilena. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.