Tribunal rejeita apelação em caso de petrolífera russa

Foto: Reuters / Vostock Photo

Foto: Reuters / Vostock Photo

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos não vai reconsiderar sua decisão de setembro em um caso apresentado pela extinta petrolífera Yukos contra o Estado russo, de acordo com informações publicadas pelo jornal “Moskovskie Nóvosti” na última segunda-feira (12).

Em setembro de 2011, o tribunal decidiu que a Yukos não tinha evidências suficientes para comprovar que sua falência tinha motivações políticas.

A Yukos pretende recorrer da decisão, mas uma fonte do tribunal com sede em Estrasburgo disse ao “Moskovskie Nóvosti” que o processo não será reaberto.

O ex-proprietário da empresa, o bilionário Mikhail Khodorkóvski, foi condenado a oito anos de prisão em 2005 por crimes de fraude e evasão fiscal. Sua sentença foi prorrogada em dezembro de 2010, quando foi novamente julgado sob novas acusações. Ele não será libertado até 2016.

O tribunal ainda não deu uma declaração oficial sobre a revisão do caso.


Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.