Rússia e Liga Árabe anunciam plano de resolução do conflito na Síria

Reunião de chanceleres da Liga Árabe.  Sergei Lavrov (à esq.) fala antes de uma sessão conjunta de ministros das Relações Exteriores dos Estados Árabes (LAS) e do Ministrodos Negócios Estrangeiros da Federação Russa, no Cairo. Da direita para a esque

Reunião de chanceleres da Liga Árabe. Sergei Lavrov (à esq.) fala antes de uma sessão conjunta de ministros das Relações Exteriores dos Estados Árabes (LAS) e do Ministrodos Negócios Estrangeiros da Federação Russa, no Cairo. Da direita para a esque

Plano inclui cinco ações e rechaça intervenção externa nos assuntos do país

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Rússia e da Liga de Estados Árabes (LEA) chegaram a um acordo sobre um plano de resolução do conflito na Síria. O anúncio foi feito pelo chanceler russo, Serguêi Lavrov, após as negociações no Cairo neste sábado (10).

De acordo com Lavrov, o plano tem cinco itens: o fim da violência de ambas as partes, o estabelecimento de um mecanismo de monitoramento, o fornecimento desimpedido de ajuda humanitária a todos os sírios, o apoio à missão de Representante Especial do ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, na Síria e a recusa de intervenção externa nos assuntos internos do país.

“Acreditamos que esses cinco itens são de importância fundamental e direcionados a todas as partes sírias”, disse no sábado Serguêi Lavrov.

A Rússia considera importante o apoio prestado aos esforços de Kofi Annan na Síria, esperando que “esse apoio venha a contribuir para o início de um diálogo entre as partes beligerantes sobre o futuro do país”, acrescentou o chanceler russo.

O primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros do Qatar, xeque Hamad bin Jassem al Thani, disse, por seu turno, que a Rússia e a Liga Árabe chegaram a uma compreensão mútua sobre a situação na Síria. “Tivemos uma discussão muito proveitosa e detalhada que culminou com um entendimento sobre os princípios gerais da resolução do conflito”, disse Thani.

Mais cedo no sábado, o chefe da diplomacia do Qatar exortou o envio à Síria de forças árabe e internacional para pôr fim à violência e manifestou a esperança de que a Liga Árabe conseguisse chegar a um acordo com a Rússia sobre esse assunto.

Os protestos antigovernamentais iniciadas na Síria em março do ano passado acabaram em confrontos armados entre o exército e as forças da oposição. Segundo a ONU, o número total de vítimas no país já ultrapassou 7.500.
Em fevereiro, a Rússia e a China vetaram o projeto de resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre a Síria que previa a  renúncia do presidente sírio, Bashar al Assad, e a possibilidade de uma intervenção militar externa no país.


Leia mais em russo: http://www.vedomosti.ru/politics/news/1530924/glavy_mid_rossii_i_lag_soglasovali_plan_uregulirovaniya_v#ixzz1oiwKyOsv



Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.