Patrocinadores russos chegam a Fórmula 1

Foto: Caterham / flickr.com//caterhamf1

Foto: Caterham / flickr.com//caterhamf1

Com a contratação de Vitáli Petrov, a Caterham ganhou a maior empresa petroquímica da Rússia como nova patrocinadora da temporada.

A empresa petroquímica Sibur e a equipe anglo-malaia de Fórmula 1 Caterham F1 (anteriormente, Team Lotus), anunciaram a assinatura de um acordo de patrocínio. Segundo um comunicado de imprensa, nesta temporada, os logotipos da Sibur serão estampados nos carros e macacão do piloto Vitáli Petrov, que na temporada de 2011 defendeu as cores da Lotus Renault.

O valor do contrato não foi divulgado. Segundo o jornal Turun Sanomat, Petrov se mudou para a Caterham F1 com o compromisso de captar pelo menos oito milhões de euros em patrocínio.

“A Sibur é a primeira empresa anunciada entre as patrocinadoras russas da Caterham F1. Nos próximos meses, serão anunciadas outras patrocinadoras, espera a agente de Petróv”, espera a agente de Petróv, Oksana Kosatchenko. “Estamos negociando com empresas emblemáticas da Rússia, incluindo aquelas de matérias-primas. Ainda não estão concluídas as negociações com as patrocinadoras anteriores de Vitáli”, adianta Kosatchenko.

Vitali Petrov

Na Lotus Renault, Petrov era patrocinado pela empresa vinícola russa Mmvz que promovia a vodca Flagman e pela empresa Russian Technologies.

“A Fórmula 1 tem uma ampla audiência na TV, o que poderá ajudar a Sibur na promoção internacional de sua marca”, afirma o porta-voz da empresa,   Rachid Nuréev. “Nossas vendas externas nos proporcionam cerca de 40 a 45% das receitas, por isso, a notoriedade na Europa e na Ásia é um fator importante para o sucesso de marketing”, explica.

De acordo com o editor do portal f1news.ru Andrêi Los, a Rússia pretende sediar a temporada de corridas de 2014 e para isso é necessário preparar o terreno. “Antes que Vitáli Petrov aparecesse na Fórmula 1, era como cultivar o deserto. Agora o interesse pelas corridas é muito maior. Sem isso, é impossível resolver os desafios desse grandioso projeto”, adianta Lós, lembrando que o Grande Prêmio da Turquia deixou de ser disputado por falta de interesse por parte da população local.

A íntegra do artigo em russo está disponível em:http://www.vedomosti.ru/auto/news/1509434/sponsory_podkatili_k_f1#ixzz1n1gc0bkk

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.