Seis submarinos e um porta-aviões por ano para bater o recorde soviético

Dmítri Rogózin Foto: RIA Nóvosti

Dmítri Rogózin Foto: RIA Nóvosti

Vice-primeiro-ministro afirmou que completará programa estatal de armamentos até 2020, com oito submarinos nucleares de quarta geração do tipo Borêi

Em 2013 a indústria bélica estatal russa atingirá a produção anual de seis submarinos e uma porta-aviões, declarou na última sexta-feira (3) o vice-primeiro-ministro Dmítri Rogózin.


De acordo com Rogózin o complexo industrial bélico russo construirá submarinos nucleares estratégicos, assim como diesel-elétricos.

Leia mais:

- Marinha russa terá novos mísseis e submarinos


Com isso, a produção bélica do país superará a da era soviética, quando se construíam no máximo cinco submarinos por ano.

Leia mais:


- Submarinos atômicos da Rússia serão modernizados

O recém-empossado vice-premiê afirmou também que completará o programa estatal de armamentos até 2020, construindo oito submarinos nucleares estratégicos de quarta geração do tipo Borêi.


Os Borêi são portadores dos novos mísseis balísticos mar-baseados Bulava. O Borêi "Iúri Dolgorúki" já está em fase de testes no mar, e mais três já estão sendo construídos.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.