Marcos do design soviético

Foto: PhotoXpress

Foto: PhotoXpress

São coisas que muitos russos lembram de sua infância: a bolsa de rede chamada “avoska”, o carro Zaporojets, aquele copo esculpido (“copo americano” para os brasileiros) ou o uniforme escolar. Parece pouco provável que alguém desse valor a esses objetos do ponto de vista estético: só era possível usar aquilo que existia na época. E aos olhos de um estrangeiro? O site slon.ru pediu para Umberto Giraudo, especialista em design industrial e professor da Escola Superior Britânica de Design, expressar sua opinião sobre uma série de objetos soviéticos.

A sacola avoska

“Um dos melhores exemplos de design soviético. Para aqueles que não são indiferentes aos problemas do meio ambiente, poluição e excesso de consumo, saibam que essa sacola tornou-se há muitos anos uma solução viável para várias dessas questões. A avoska conta com um design sistemático no qual compra-se a quantidade estritamente necessária de alimentos, sem a intenção de acumular reservas. Os alimentos não são embalados várias vezes, a sacola é reutilizável e é possível levá-la sempre consigo, já que é bastante compacta e não ocupa espaço. Estou convencido de que os designers contemporâneos deveriam prestar atenção especial a esse objeto.”

Foto: PhotoXpress

Calendário (folhinha)

“Esse tipo de calendário também foi muito popular nos países ocidentais – e ainda são muito atuais. Apesar do consumo excessivo de papel, são bem divertidos, porque ao arrancar as folhas é possível ter a sensação física de que o tempo está passando.”


Foto: TASS
 

Café 

“Uma embalagem simpática. Simples e econômica de fabricar. Só há duas cores e até os dias de hoje conserva um aspecto contemporâneo. Ficaria encantando se pudesse comprar café numa embalagem dessas: é muito mais autêntica do que as embalagens de plástico usadas atualmente.”


Foto: RIA Nóvosti

 
Água de colônia 

 
 “Brincadeiras à parte, gosto do contraste entre a ilustração trabalhada do rótulo e o formato do frasco. O pescoço da garrafa e a tampa dão a entender que esse tipo de embalagem poderia ser utilizada para outras coisas, e não só para colônias – como, por exemplo, para armazenar produtos químicos usados em casa ou álcool. O frasco parece muito prático. Não entendo por que atualmente investe-se tanto em formatos específicos e agressivos, mesmo na ausência de concorrentes.  Lamentavelmente, muitos “jovens empresários” de hoje também não se dão conta da importância da ilustração no comércio e não investem em aspectos que acabam sendo rentáveis.”


 Foto: PhotoXpress
 

Leite condensado



“Uma verdadeira obra-prima russa. Sei que muita gente gosta desse produto, entre outras coisas porque é possível se servir direto da lata.”

Foto: TASS

 
 
Preservativos

 

“Estou realmente surpreso. Estava convencido de que na Rússia soviética as crianças nasciam num pé de repolho! Então, havia sexo na URSS ou não? Parece que, apesar de tudo, algo existia...No que se refere à embalagem de preservativo, posso dizer que é muito funcional e nada ‘emocional’, mas não creio que, considerando as condições da época, isso fosse muito importante. Eu gosto.”


 
 

“Copo americano”


“Um copo normal e comum, simples e elegante, que simboliza a estabilidade. Espero que não encham de vodca até a borda.”



 
 Foto: RIA Nóvosti


Embalagem triangular de leite

 

“Há pouco tempo vi um ‘remake’ em cerâmica da primeira embalagem Tetra Pak. Trata-se de uma embalagem em forma de cone, um símbolo da época, e fico contente em ver designers brincando com esse marco ainda nos dias de hoje.”

Foto: TASS

 
Uniforme escolar

 

“Bastante elegante, reflete status dentro de uma hierarquia. Eu também usei uniforme no colégio. No entanto, não posso deixar de destacar que hoje em dia esse tipo de uniforme seria mais adequado para empregadas domésticas, e não para as meninas que vão à escola.”


Foto: TASS
 

Televisão


“Essa televisão poderia perfeitamente estar na sala dos meus avós. Lembro o quanto fiquei surpreso quando vi pela primeira vez a lente que servia para aumentar a imagem da tela.”

Foto: RIA Nóvosti


Zaporojets

 

“A verdadeira obra-prima do design soviético, apesar de basear-se em um design da italiana FIAT. O Zaporojets tem características únicas, como, por exemplo, a grade do porta-malas que conferia um aspecto um tanto agressivo. Nunca vi um Zaporojets ao vivo, mas já ouvi muitas histórias sobre esses carros, sobretudo de como os consertavam e decoravam.”

Foto: TASS


 

Geladeira

 

“Um design magnífico. Simplesmente não entendo por que os russos compram geladeiras chinesas e depois investem para mudar a imagem da marca em vez de dar vida nova às formas antigas.”



Foto: RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.