Vágner Love quer deixar CSKA

Vágner Love Foto: TASS

Vágner Love Foto: TASS

Saída do jogador brasileiro Vágner Love do time de futebol CSKA de Moscou pode vir a se tornar a principal notícia do atual período entre temporadas.

“Pensamos em deixar Vágner sair. Ele precisa mesmo trocar de equipe depois de oito anos em um mesmo time em um país estrangeiro”, disse, ainda em setembro de 2011, o presidente do CSKA, Evguêni Guíner. Por sua vez, o treinador do clube, Leonid Slútski, manifestou a esperança de que o atacante brasileiro não deixasse de ser profissional e jogasse bem nas partidas restantes no ano passado.

Vágner não mudou de ideia nem mesmo quando o clube se classificou para a fase de mata-mata da Liga dos Campeões, segundo disse o colega do brasileiro Alan Dzagoev  em dezembro.

Leia mais: 


- Vágner Love: Eu estava feliz no CSKA Moscou, mas a minha estadia aqui está terminando


Até agora não está certo que Vágner Love passará a atuar em outro clube. O brasileiro não foi com sua equipe à Espanha para o primeiro treino porque responde a um processo aberto por sua ex-mulher e deve comparecer aos treinos somente quando o processo terminar.

O CSKA de Moscou declara apenas estar aberto a novas propostas e à espera de uma indenização pela quebra de contrato. O clube, além disso, diz não ter a intenção de deixar o brasileiro ir sem receber nada em troca.

Enquanto isso, Vágner Love e seu agente parecem estar em histeria permanente. Primeiro, chegou a notícia de que o Flamengo estaria disposto a pagar pelo atacante brasileiro. Mas, na verdade, a proposta do clube brasileiro não agradou o CSKA: seis milhões de euros a serem pagos em parcelas ao longo de cinco anos. Então os brasileiros decidiram mobilizar a imprensa do país, que recentemente publicou mais entrevistas com Love do que o jogador concedeu à imprensa russa em oito anos de carreira no país.

Afirma-se que em breve Love e o CSKA deverão retomar as negociações sobre a transferência do jogador brasileiro para o Flamengo. Love e seu agente teriam chegado a Moscou no último final de semana para conversar pessoalmente com o presidente do CSKA e pedir que venda o passe de Love por oito milhões de euros, pagos pelo Flamengo em três parcelas.

No entanto, diante da atual posição do CSKA, o jogador deve enfrentar dificuldades. “O CSKA acredita estar certo nessa questão”, disse ainda no início das negociações o diretor-geral do clube, Roman Babaev. “Estamos prontos a fazer concessões negociando com equipes brasileiras, mas tudo tem limite”, completou. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.