Servidor russo ultrapassa Microsoft no mercado da internet

Foto: PhotoXpress

Foto: PhotoXpress

Lançado em 2004, o servidor nginx alcançou o segundo lugar entre os mais usados na internet.

O servidor russo de código aberto nginx ultrapassou em janeiro a Microsoft, ficando em segundo lugar entre os servidores mais utilizados na internet.  

De acordo com a empresa de pesquisas Netcraft, especializada em monitoramento de sites da internet, em janeiro de 2012 o servidor nginx, produção russa no segmento de domínios ativos (sites não padronizados com conteúdos exclusivos), ultrapassou em popularidade o Microsoft IIS (Internet Information Server) e passou para segundo lugar, com 12,18% do mercado. A Microsoft ficou em terceiro lugar, com uma participação de mercado de 12,14%. A liderança segue com o Apache, com 57,93%.

“As mudanças no mercado se devem ao crescimento contínuo da popularidade do nginx e são irreversíveis”, afirma o diretor-geral da empresa Nginx Inc, Maksim Konovalov.

“No final deste ano, a empresa Nginx espera obter até 17 ou 18% do mercado de servidores no segmento de sites ativos”, diz Konoválov. A Nginx não tem, por enquanto, o objetivo de competir com o Apache. “Mesmo que nossas empresa considerasse seriamente esse desafio, os prazos de sua  solução ultrapassariam os limites do planejamento da empresa para dois ou três anos”, esclarece Konoválov.

O criador do nginx, Ígor Sisóev, administrador de sistemas sênior do portal Rambler, começou a desenvolver seu servidor em 2002 a pedido do portal. Sua primeira versão foi lançada em 2004. O servidor é um software livre de código aberto distribuído sob a licença BSD.

Concebido para o uso em sistemas operacionais do tipo Unix, em pouco tempo o nginx saiu em versão compatível com o Windows.

De acordo com a Netcraft, em 2008 o nginx superou a barreira de 0,5 % do mercado de servidores da internet e desde então tem aumentado sua participação, subindo em junho de 2011 para o terceiro lugar, com 9% de participação.

Entre os grandes clientes do nginx estão o portal Rambler, a empresa Yandex e redes sociais como o VKontakte e o Facebook.

No verão de 2011, Sisóev montou a empresa Nginx Inc. para ampliar sua equipe e desenvolver seu projeto. Em outubro, sua empresa recebeu US$ 3 milhões de investimento dos fundos Runa Capital, BV Capital e MSD Capital.

Com esses recursos, a empresa pretende desenvolver um novo produto comercial e realizar a expansão de seu servidor de código aberto nos EUA, onde quer abrir seu escritório-sede. Ígor Sisóev assinalou que, apesar das mudanças organizacionais e outras dentro do projeto, o produto de software livre continuaria existindo e sendo apoiado.

Quanto ao número total de sites, o servidor da Microsoft se mantém em segundo lugar, com 14,46% do mercado, enquanto o nginx tem 9,63%. O Apache lidera com grande vantagem, detendo 64,36% do mercado.

Dos quatro servidores líderes, só o nginx conseguiu aumentar sua participação em janeiro, enquanto os outros concorrentes, inclusive o Apache, sofreram uma redução em sua participação no mercado.

Para a Microsoft, apesar de a participação do nginx ter apresentado um  aumento estatístico, seria incorreto dizer que o servidor russo é mais popular do que aquele desenvolvido pela Microsoft. “O nginx é frequentemente usado em conjunto com o IIS. Os servidores sob a direção do IIS executam o principal trabalho para o processamento dos pedidos de pesquisa e o nginx é um elo intermediário para fornecer os resultados da busca aos clientes”, afirma Gaidar Magdanúrov, diretor de tecnologias da Microsoft na Rússia.

Mesmo assim, Magdanúrov concorda que não se pode deixar de notar o aumento da popularidade do nginx em geral. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.