Plataforma russa naufraga no mar de Okhotsk e 50 pessoas morrem

Uma plataforma de petróleo russa naufragou no mar de Okhotsk, região entre a península de Kamtchaka, no Extremo Oriente russo, e a porção norte do Japão neste domingo (18).

Estima-se que 50 pessoas tenham morrido. No total, 67 pessoas estavam trabalhando na plataforma de petróleo Kolskoie, que pertence a uma subsidiária da gigante estatal Gazprom.

O acidente aconteceu quando a plataforma estava sendo rebocada da península de Kamtchaka em direção à ilha de Sakhalin. Aparentemente, a estrutura da plataforma foi danificada pelo gelo e pelas fortes ondas, e permaneceu instável antes de afundar. Como a plataforma ainda não estava em operação, não houve perfuração nem vazamento de petróleo.  

Uma plataforma de petróleo russa naufragou no mar de Okhotsk Foto:AP

Helicópteros foram enviados para o local para resgatar a tripulação das águas gélidas, mas a operação foi dificultada pelas más condições climáticas, com ondas de até quatro metros de altura. Entre as pessoas resgatadas, 14 estão no hospital em estado grave, sofrendo de hipotermia, de acordo com informações da agência de notícias AFP.

O acidente aconteceu em péssima hora para o primeiro-ministro Vladímir Pútin, que lançou sua campanha presencial na última sexta-feira. O evento relembra o incêndio na torre de televisão Ostankino, em agosto de 2000, depois de Pútin ter sido eleito presidente pela primeira vez. A mais recente tragédia tem sido amplamente vista como uma simbologia do fracasso do governo russo no que se refere ao investimento em infraestrutura e à decadência da economia russa.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.