Gerador de neutrons russo investigará solo de Marte

Gerador de neutrons russo a bordo de laboratório móvel (MSL, na sigla em inglês) da Nasa Foto: Nasa

Gerador de neutrons russo a bordo de laboratório móvel (MSL, na sigla em inglês) da Nasa Foto: Nasa

Um laboratório móvel (MSL, na sigla em inglês) da Nasa foi lançado no dia 26 de novembro e deve pousar em agosto de 2012 na superfície de Marte, nas imediações da cratera Gale. O objetivo da missão é a busca de vestígios de vida no planeta e o estudo de sua história geológica. O laboratório americano leva a bordo um gerador de neutrons russo, destinado a ajudar nos estudos do solo marciano.

A tecnologia de neutrons com o uso de geradores em tubos de vácuo tem mais de 50 anos de história e tem sido muito utilizada em estudos das propriedades de substâncias e materiais.

Os estudos a serem realizados pelo laboratório norte-americano devem dar resposta à pergunta sobre a presença de reservas de água no planeta e avaliar as perspectivas de sua futura colonização pela humanidade.

Nos estudos marcianos será usado um detector de neutrons refletidos da superfície marciana (DAN), desenvolvido pelo Instituto de Pesquisas Espaciais da Academia de Ciências da Rússia. Os neutrons serão emitidos por um pequeno gerador, de autoria do centro de pesquisa Dukhov, empresa integrada à corporação estatal Rosatom (Energia Atômica Russa).

 

Detecção de água sob a superfície. Líquida ou congelada, a água absorve nêutrons mais que quaisquer outras substâncias. O detector de nêutrons Albedo vai se aproveitar de tal característica para buscar gelo subterrâneo em Marte. Ilustração: NASA / JPL-Caltech / Agência Espacial Federal Russa

O protótipo de gerador foi testado por especialistas dos EUA a bordo do laboratório MSL em cenários próximos de condições reais do voo espacial. Os especialistas russos construíram um gerador capaz de resistir às tensões mecânicas e climáticas surgidas durante o lançamento de uma espaçonave da Terra, o voo para Marte, o pouso e a operação no planeta vermelho.

O gerador será utilizado como protótipo para a construção de outros equipamentos para o estudo de outros objetos espaciais. Para 2013, por exemplo, está prevista uma experiência russo-indiana de estudo da Lua com a ajuda de um gerador de neutrons. Assim, os geradores de neutrons de fabricação russa se tornam uma importantíssima ferramenta para os estudos do espaço profundo.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.