Primaz da Igreja Russa embarca para a Síria para encontro com Bashar Al-Assad

O Primaz da Igreja Ortodoxa Russa, Patriarca Kirill Foto: Assessoria de imprensa da Igreja Ortodoxa Russa

O Primaz da Igreja Ortodoxa Russa, Patriarca Kirill Foto: Assessoria de imprensa da Igreja Ortodoxa Russa

O Primaz da Igreja Ortodoxa Russa, Patriarca Kirill, fará uma visita à Síria e ao Líbano, entre 12 e 15 de novembro – divulgou nesta sexta-feira à Agência de Notícias Ria-Novosti o vice-diretor do departamento de relações internacionais do Patriarcado de Moscou, arcipreste Nikolái Balashóv.

“O Patriarca de Moscou e de Toda a Rússia, Kirill, visitará, entre 12 e 15 de novembro, o Patriarcado de Antioquia, a saber, a Síria, onde se encontra, em Damasco, a Cátedra do Patriarca de Antioquia e Todo o Oriente, Inácio IV, e  o Líbano”, disse o religioso.

Essa é a terceira viagem ao exterior do Primaz da Igreja Ortodoxa Russa inserida em uma série das chamadas “visitas de paz”, efetuadas tradicionalmente às igrejas irmãs pelos Chefes das Igrejas Ortodoxas Autocefálicas após sua eleição.

Atualmente, as igrejas ortodoxas autocefálicas são 15 e devem ser visitadas pela ordem em que seguem no díptico (relação dos Chefes das Igrejas Ortodoxas). A Igreja Ortodoxa de Constantinopla encabeça a lista, portanto deve ser visitada em primeiro lugar, seguida da Igreja Ortodoxa de Alexandria e da Igreja Ortodoxa de Antioquia. O Patriarca Kirill visitou o Patriarca Bartolomeu de Constantinopla em 2009 e o Papa e Patriarca de Alexandria e de Toda a África, Teodoro, em 2010.

90%  da população da Síria são muçulmanos e 10%, cristãos

Entre os cristãos sírios, metade são seguidores da Igreja Ortodoxa e 18% são católicos 

Durante sua viagem ao Patriarcado de Antioquia, o Patriarca Kirill visitará a representação do Patriarcado de Moscou e Toda a Rússia junto ao Patriarca de Antioquia e Todo o Oriente e celebrará missas nas catedrais da Igreja Ortodoxa de Damasco e Beirute, devendo ainda se encontrar em Damasco com o Mufti Supremo da Síria, Ahmad Badr Al-Din Hassoun, e o ministro das Doações Religiosas, Awqaf Hasunom, e, em Beirute, com o presidente libanês, general Michel Suleiman, e o Patriarca maronita de Antioquia e Todo o Oriente, cardeal Bashar al-Rai.

Ainda de acordo com o vice-diretor do departamento de relações internacionais da Igreja Russa, os povos árabes do Oriente Médio e os povos da Rússia mantêm, há séculos, relações de amizade, devendo a visita do Patriarca Kirill dar uma importante contribuição para seu fortalecimento “na atual conjuntura difícil”.

“O Patriarca Kirill chega ao Oriente Médio em missão de paz para exortar as partes beligerantes a um diálogo. Esperamos que a contribuição dos líderes religiosos para o alcance da concórdia civil e o fim do derramamento de sangue e dos conflitos intercomunitários no Oriente Médio venha a dar um novo impulso ao processo de paz”, salientou Nikolái Balachov.

Atualmente, os cristãos representam cerca de 10% da população da Síria e 25% da população libanesa. A jurisdição canônica do Patriarcado de Antioquia se aplica também ao Iraque, Kuwait e vários outros países. A Igreja de Antioquia tem mais de 20 dioceses e cerca de 400 templos, inclusive na Europa, América do Norte e do Sul e na Austrália.

Na Síria e no Líbano atua apenas uma igreja russa, localizada na representação da Igreja Ortodoxa Russa em Damasco, havendo, contudo, congregações em Beirute e outras cidades. O representante do Patriarca de Moscou junto ao Patriarca de Antioquia visita-as periodicamente e celebra missas em língua eslava religiosa nas igrejas do Patriarcado de Antioquia para as comunidades russas.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.