Terra atinge população de sete bilhões

O sétimo bilionésimo habitante da Terra Foto: TASS

O sétimo bilionésimo habitante da Terra Foto: TASS

A população da Terra atingiu sete bilhões de habitantes. A criança que abriu uma nova página demográfica nasceu na Rússia.

No dia 31 de outubro de 2011, na região de Kaliningrado, a região mais ocidental da Rússia, nasceu, às 00h02, hora local, o sétimo bilionésimo habitante do planeta. A data e hora exatas do nascimento do bebê foram registradas pelos médicos do centro erinatal local e por uma missão de observadores das Nações Unidas. O sétimo bilionésimo habitante da Terra mede 50 cm, pesa 3,6 kg e se chama Peter.

“Não planejávamos ganhar nosso bebê em uma data determinada”, disse o pai do bebê, Aleksêi Nikolaev. “Na verdade, eu acreditava que, na Terra, já havia sete bilhões de habitantes. Quando chegou a notícia sobre um eventual local de nascimento do sétimo bilionésimo bebê, minha mulher me disse que as pacientes do centro, as futuras mães, começaram a discutir brincando sobre qual delas iria dar à luz o sétimo bilionésimo habitante da Terra”.

 Os pais do bebê recém-nascido receberão um certificado comemorativo intitulado “Nascido no Dia dos Sete Bilhões”. Uma fórmula tão cautelosa nesse papel oficial não é acidental. O nascimento do sétimo bilionésimo bebê na cidade mais ocidental da Rússia, Kaliningrado (uma hora a menos em relação a Moscou), causou calorosas discussões e é disputado pela Índia, China e pela região de Leningrado, assim como sete cidades da Grécia antiga disputavam o direito de ser consideradas terra natal de Homero.

Enquanto isso, as autoridades de Petropavlovsk-Kamchatski, a cidade mais oriental da Rússia, anunciaram que o sétimo bilionésimo bebê havia nascido algumas horas antes em sua cidade.

Os portais de internet locais se revezaram em anunciar que o sétimo bilionésimo bebê nasceu na madrugada de 31 de outubro, às 00h19, à hora de Petropavlovsk-Kamtchatski (com nove horas a mais em relação a Moscou), tem o nome de Aleksándr Bogdánov e pesa 3,6 kg e que o certificado do 7º bilionésimo habitante da Terra foi entregue solenemente a sua mãe, Marina Bogdanova.

Mais tarde, quando os pais do bebê recém-nascido forem ao Cartório de Registro Civil para tirar a certidão de nascimento de seu filho, receberão também um certificado de propriedade de um apartamento em um prédio recém-construído em Petropavlovsk-Kamchatski.

No entanto, por mais convencional que seja esse marco demográfico, os argumentos em favor de Kaliningrado são mais fortes: afinal, foi a Kaliningrado que uma missão especial da ONU chegou para registrar oficialmente o nascimento de Peter Nikolaev.

O novo habitante de Kaliningrado  também não vai ficar sem atenção das autoridades locais. O governador local, Nikolai Tsukanov, prometeu dar parabéns aos pais e ao bebê. “Eu pensava que o sétimo bilionésimo terráqueo seria uma menina. Mas ter nascido um menino também é uma maravilha. Como o Peter é o terceiro filho do casal Nikolaev, eles receberão não só regalias federais como também 100 mil rublos do orçamento local e um terreno para a construção de sua própria casa”, disse o governador. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.