Mercado da vaidade gera lucros em Moscou

Iana Komarova, gerente de uma rede de salões de beleza de luxo  Foto: Ekaterina Frolova

Iana Komarova, gerente de uma rede de salões de beleza de luxo Foto: Ekaterina Frolova

Alta competição, investimentos astronômicos em novidades e luta por cada cliente. É assim que o mercado de salões de spa se apresenta hoje em Moscou. E ainda tem quem queira ingressar nesta indústria, que a cada ano se torna cada vez maior.

Se acreditarmos no sistema de busca russo Yandex.ru, em Moscou encontram-se hoje mais de 6 mil salões de beleza. E se a cifra é mais ou menos constante, a composição do mercado está mudando regularmente: na cidade todos os meses abrem até dez novos salões de beleza e aproximadamente o mesmo número fecha todo mês. Assim confirma a co-proprietária e gerente de uma rede de salões de beleza de luxo Iana Komarova. Toda a culpa, explica Iana, é a competição agressiva, que se estabeleceu nesse mercado há alguns anos atrás. Segundo estimativas do jornal sócio-político russo Moskovskii Komsomolets, antes da crise de 2008, os moradores da capital russa gastavam em uma base mensal até 500 dólares em salões de beleza. Para efeito de comparação, no relatório anual da organização americana de direitos humanos, YWCA, emitido em 2008, declarou-se que os residentes dos Estados Unidos gastam na sua aparência em uma média mensal cinco vezes menos, 100 dólares.


Serviço, nas alturas; preços, nas alturas, só falta encontrar os clientes 

No entanto, essa demanda tão elevada para os serviços da indústria da beleza em Moscou foi satisfatória durante bastante tempo e, para sobreviver neste mercado, você não pode ser apenas bom, deve ser o melhor, garantiu Iana. "As pessoas não estão mais satisfeitas com apenas boa técnica e cosméticos da moda que são apresentados no salão. Para que haja um fluxo constante de clientes, é necessário investir nos melhores decoradores de salão, nas últimas novidades de designer da moda. Os salões de spa, que foram inaugurados na capital nos últimos anos, lembram mais os palácios orientais, são decorados com ouro e mármore. E os moscovitas gostam disso, eles preferem esses lugares."


Foto: Iana Komarova

Foto: PhotoXpress

Sobre quanto custa lançar um bom salão de beleza em Moscou e quanto custa garantir sua sobrevivência, Iana sabe tudo ou quase tudo. Em julho do ano passado, ela decidiu expandir seu salão para mais dois lugares e tornar-se uma rede de estúdios de beleza plenamente desenvolvida. Eles procuraram os locais dos novos salões exclusivamente no centro da cidade – no cruzamento de rotas comerciais e ruas badaladas da capital. "Se você tem salões de luxo, simplesmente não faz sentido procurar instalações fora do centro da cidade – seus clientes simplesmente não irão até lá. Uma localização da moda é o primeiro ingrediente na fórmula para o sucesso." O custo deste ingrediente ao centro de estética, em última análise, gira em torno de 10.500 dólares na renda mensal, pagos para uma instalação de 140 metros quadrados.

O próximo componente do sucesso é uma reforma de qualidade. Para desenvolver o conceito dos novos salões, foi convidado um designer de moda de Moscou, para as máquinas e os equipamentos, foram usados ​​apenas os europeus, para os cosméticos, apenas lançamentos e tops de linha. O princípio principal: nenhuma economia e quanto mais glamour melhor. "Nas dificuldades em geral, diz Iana Komarova, lançar um salão de beleza nos custou 16 milhões de rublos (570.000 dólares). Nessa soma entrou a reforma das instalações, aquisição dos equipamentos e treinamento do pessoal."

Nesse investimento não para no centro de estética, não basta apenas entrar no mercado, é necessário ainda se dar a conhecer. Publicidade externa, anúncios em revistas de moda, folhetos para distribuição nos cafés, bares e restaurantes próximos, grandes estratégias promocionais, festas obrigatórias com participação de jornalistas, clientes fiéis e fãs para falar a respeito – essa é apenas uma lista de passos necessários para a promoção de um novo salão de beleza no centro de Moscou.


} Interesse esportivo

No entanto, ganhar dinheiro na indústria da beleza e mesmo assim não estar na vanguarda de um mercado movimentado é possível – o suficiente para abrir um salão de beleza próximo a academias de grande porte. Geralmente, os spas são abertos por proprietários de academias, porém acontece de eles alugarem as suas instalações a empresários competentes no domínio da indústria de beleza.


Formalmente, esses salões de beleza são regidos por várias leis do mercado e não abusam do sucesso do seu vizinho esportista para cobrir suas próprias despesas ou receber menos de seu lucro: os gestores têm, assim, uma receita padrão por dia, um orçamento rígido nas entradas e saídas, bem como preço tabelado e política de recursos humanos. Mas esses salões de beleza têm uma enorme vantagem sobre seus concorrentes: fluxo garantido de clientes.

Foto: Iána Komarova

Foto: Ekaterina Frolova

O principal é não se confundir na interpretação das necessidades dos clientes. Tatiana comenta: a proximidade com uma academia determina a direção principal da demanda de visitantes. Oferecer nesses lugares serviços de stylling, cosmetologia ou tentar impressionar com tratamentos exóticos não faz sentido. A coisa mais importante é criar uma equipe para beleza do corpo: massagens, banhos, procedimentos de drenagem e anticelulite, juntamente com depilação e duchas. Estes são os serviços mais populares entre os visitantes de spas próximos a academias. "Quando eu cheguei a este salão de beleza, a primeira coisa que fiz foi baixar todos os preços em 20%. Meu segundo passo foi remover procedimentos desnecessários, tais como pedicure – eles não tinham demanda. Mas nós compramos alguns aparelhos modernos para o cuidado do corpo. Nem foi preciso esperar o resultado, e agora nós contamos com uma receita mensal do salão de beleza de 300 metros quadrados de cerca de 110 mil dólares."

 

"Seja bem-vindo" ou "Não autorizada a entrada de estranhos"


Alta competição, altas expectativas, clientes caprichosos e princípios de gestão de negócios, como em um conto de "Alice no País das Maravilhas": a fim de permanecer no lugar, você precisa correr muito rápido, é assim o mercado da indústria de beleza hoje em Moscou. No entanto, a maioria dos participantes deste segmento de negócio compartilha da opinião de que ter trabalho nesta área é bastante real, se, é claro, você entende a diferença entre um cabeleireiro e um esteticista especializado em talassoterapia. Para investidores casuais e entusiastas, será muito mais difícil criar raízes no mundo da beleza.

Foto: Ekaterina Frolova



Do ponto de vista da rentabilidade dos spas, novamente, ela é muito menos atraente do que os mesmos mercados financeiro ou imobiliário. O retorno médio para um bom spa será em torno de 2% a 5%, mas estes valores, naturalmente, em primeira instância dependem da localização do salão e da relação custo-benefício dos serviços do centro de estética. Em outras palavras, para o investidor casual, que procura ganhar dinheiro rápido, este mercado é de pouco interesse. Mas, para profissionais dessa área que desejam realizar suas ambições de carreira própria, esse pode ser um bom começo", compartilha suas observações o proprietário de uma grande empresa de construção de Moscou Vadim Juk, que um ano atrás por interesse próprio decidiu investir seu dinheiro na inauguração de um centro de estética.

 
No entanto, os argumentos em favor da indústria do spa também contam que esse mercado é muito mais transparente do que o da construção ou da venda de imóveis, requer menos fiscalização das autoridades do que o negócio de restaurante e deixa muito espaço para a imaginação. O voo desenfreado da fantasia em geral está se tornando um dos principais ingredientes de um negócio bem sucedido. Das recentes tendências da moda da indústria da beleza, podemos citar: alguns serviços de spa separados para crianças e adolescentes, de manicure e cortes de cabelo a fazer complicadas tranças africanas, bem como centros de estéticas para a população masculina da sociedade. Isso já parece ser demais? Não para proprietários de salões de beleza que estão dispostos a fazer qualquer coisa para ganhar um lugar no mercado de beleza da capital.

 

 Leia mais:


- Brasileiros deixam cada vez mais dinheiro nos salões

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.