Metrô de Moscou ganhará rede Wi-Fi

Ilustração:Divulgação

Ilustração:Divulgação

De acordo com as autoridades russas, todas as estações terão acesso gratuito à rede mundial de computadores e outros serviços on-line até 2016

Em breve, até a informação vai passear pelo transporte público de Moscou: o metrô de Moscou oferecerá gratuitamente serviço de internet sem fio para os seus passageiros nos próximos cinco anos.

Anunciado pelo secretário de Transporte da cidade, o plano prevê acesso regular à Web juntamente ao serviço 3G, já disponível no sistema de transporte. Isso significa que, mesmo estando embaixo do solo, as pessoas serão capazes de se comunicar enquanto estiverem em trânsito, segundo a agência de notícias RIA Nóvosti.

Dentre os benefícios esperados com a resolução, além da oportunidade de navegar pela rede mundial de computadores durante as viagens, está a possibilidade de se criar um mapa interativo on-line, que mostrará aos passageiros exatamente onde eles estão e quanto tempo levarão até chegar ao local desejado. No futuro, dados sobre lentidão do serviço e problemas na rede metroviária também poderão ser incorporadas.

Segundo Artiôm Iermolaiev, diretor do departamento de TI do metrô de Moscou, uma página com informações em tempo real sobre os serviços poderia ser desenvolvida em paralelo aos planos de se estabelecer uma rede Wi-Fi nas linhas de metrô. Mas ele disse que seria inviável introduzir terminais de internet para uso público nas estações, considerando-se o grande número de usuários desse tipo de transporte.

Viajando pela internet

 

Atualmente, os usuários do metrô podem acessar os serviços de internet 3G, mas só de maneira esporádica: a conexão é inconstante e, em algumas estações, não funciona. Os especialistas afirmam que a linha laranja (Kalujsko-Rijskaia) possui o maior tráfego de dados móveis de toda a rede de transporte.

Nos ônibus, as coisas estão começando a mudar. A prefeitura anunciou planos de equipar cinco veículos da rota 400K com conexão sem fio durante um período de testes de seis meses. Se a iniciativa se mostrar bem-sucedida, será estendida para toda a frota de ônibus de Moscou.

Os principais terminais de trem já disponibilizam acesso à internet e, desde o início do verão, os parques Górki e Tsaritsino também passaram a contar com esse serviço.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.