União Russa de Futebol altera regulamento após incidente com Roberto Carlos

Um dia depois de um torcedor russo atirar uma banana para o lateral-esquerdo brasileiro Roberto Carlos, URF endurece regras contra atos racistas.

O comitê executivo da URF (União Russa de Futebol), decidiu ontem (23) endurecer suas regras para casos de racismo provenientes de torcedores.

No relatório final da reunião, divulgado no site da URF, a união decretou que vai pedir ao órgão competente que abra caso criminal contra o responsável pelo incidente com o jogador brasileiro Roberto Carlos, capitão do time russo Anji Makhatchkalá.

A URF, órgão análogo à CBF (Confederação Brasileira de Futebol), também instituiu mudanças em seu regulamento disciplinar, instituindo penas para infrações racistas que variam de um a três jogos sem espectadores, assim como a realização de partidas em campos neutros localizados em outras cidades.

Na última quarta-feira (22), um torcedor do clube Krília Sovetov atirou uma banana a Roberto Carlos no estádio Metallurg, na cidade de Samara, durante uma partida contra o Anji, do qual o brasileiro é capitão.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.