Comércio entre Rússia e Brasil cresceu 28% em 2010, afirma Pútin

Foto:ITAR-TASS

Foto:ITAR-TASS

O comércio entre a Rússia e o Brasil cresceu 28% no ano passado. A informação foi dada nesta terça-feira (17) pelo primeiro-ministro da Federação Russa Vladímir Pútin durante reunião da comissão parlamentar de colaboração entre os dois países.

De acordo com o chefe do governo russo, o Brasil está entre os parceiros estratégicos da Rússia não apenas na América Latina, mas também no mundo inteiro. “Refiro-me à colaboração em organizações como a ONU e os Brics”, disse Pútin. “Temos projetos e planos conjuntos muito interessantes, além de excelentes perspectivas futuras.”

O Brasil foi responsável por US$ 5,9 bilhões na balança comercial russa. As exportações locais aumentaram 65,6%, atingindo US$ 1,8 bilhão, enquanto as importações subiram 17,3%, chegando a US$ 4,1 bilhões.

O vice-presidente do Brasil Michel Temer garantiu que o país quer elevar as cifras do comércio com a Rússia para US$ 10 bilhões. De acordo com ele, Pútin já havia mencionado esse número em 2004, quando visitou a América do Sul.

Temer afirmou ainda que a colaboração entre a Rússia e o Brasil tem se desenvolvido bastante na economia, mas também nas áreas da cultura, do esporte, da ciência e da tecnologia. Como exemplo de colaboração, ele citou o fato de que a única bailarina estrangeira na companhia do Teatro Bolshoi é uma brasileira. “Ou seja, a cooperação não se restringe às importações e exportações. Há também interação cultural”, destacou.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.