Terremoto abala o Japão

Infográfico: Niyaz Karim

Infográfico: Niyaz Karim

Ameaça de tsunami também paira sobre as Kurilas

Um terremoto de 8,9 graus na escala Richter abalou a região costeira do Japão às 8h46 (hora de Moscou) nesta sexta-feira, dia 11. O epicentro do tremor foi registrado nas proximidades da costa da ilha Honshu, que fica a 373 quilômetros a nordeste de Tóquio. No local, abalos subterrâneos provocaram um potente tsunami.

Em razão do estado de emergência no país, o primeiro-ministro japonês Naoto Kan convocou uma reunião extraordinária de governo. De acordo com o ministro das Relações Exteriores Takzaki Matsumoto, Tóquio está pronta para aceitar a assistência dos outros países para minimizar os danos causados pelo terremoto.

O presidente russo Dmítri Medvedev engajou-se no apoio ao Japão. Ele encarregou Serguei Shoigu, chefe do MSE (Ministério das Situações Extraordinárias), de lhe apresentar com urgência propostas concretas de assistência.   


A ameaça de um tsunami também paira sobre a Rússia, em especial os habitantes de Kurilas e Sakhalina. Segundo o site do MSE, 11 mil pessoas já foram retiradas das regiões costeiras das Kurilas.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.