Presidente russo apresenta planos para 2011

Medvedev quer combater inflação e investir na saúde infantil/ Foto: Getty Images/Fotobank

Medvedev quer combater inflação e investir na saúde infantil/ Foto: Getty Images/Fotobank

Combate à corrupção e propostas para modernizar o país, pediu o presidente em sua última visita ao Duma antes das eleições.

O presidente russo Dmítri Medvedev realizou no dia 30 do mês passado seu último pronunciamento ao Duma (a Câmara dos Deputados do país) antes do ciclo eleitoral de 2011-2012 e apresentou importantes diretrizes para o próximo ano. No discurso, ele estabeleceu a meta de reduzir a inflação para 4% a 5% nos próximos anos, prometeu combater o déficit orçamentário, afirmou que os compromissos sociais serão mantidos e prometeu elevar as pensões e aposentadorias.

“Estabilizamos a economia e neste ano o crescimento será de 4%”, afirmou.

Medvedev também não deixou de lado a modernização, seu tema preferido. “Solicito os bons ofícios deste Duma para destinar à promoção da modernização, no mínimo, metade dos recursos economizados, bem como parte da receita adicional do orçamento”, declarou o presidente.

Infância

O presidente insistiu em manter o foco na infância. Medvedev  ofereceu às famílias com mais de dois filhos terrenos para construção de casas e sugeriu um aumento do investimento na medicina infantil. Cerca de 100 bilhões de rublos (R$ 5,4 bilhões), ou 25% do orçamento total da área de saúde, deverão ser revertidos em programas para a infância. Dos deputados, ele cobrou esforço para a rápida aprovação da lei de isenção de impostos para as instituições filantrópicas que desenvolvem trabalho na área de infância e juventude.

Corrupção       

Uma nova proposta para punir casos de corrupção e propinas, com multas 100 vezes superiores ao valor do suborno praticado, também foi apresentada. Além disso, o líder russo manifestou-se contra o controle estatal dos jornais e da mídia. “Cada um deve cuidar de suas próprias atribuições”, destacou.

Política exterior

Na política externa, o tema principal foi a necessidade de um escudo antimísseis em escala global. “Devemos chegar a um consenso sobre escudos antimísseis e criar um mecanismo completo para cooperação, sob o risco de desencadear uma nova fase da corrida armamentista”, disse Medvedev.


Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.