Moscou de graça: opções de arte e lazer a custo zero

Turistas no Jardim de Alexandre, ao lado da Praça Vermelha

Turistas no Jardim de Alexandre, ao lado da Praça Vermelha

Evguêni Odinokov/RIA Nôvosti
A capital da Rússia oferece diversas opções em inglês para viajantes que queiram conhecer a cidade sem gastar muito. Ao longo do ano, turistas podem encontrar programas temporários, exposições permanentes e atividades ao ar livre gratuitas.

Apesar da fama de careira de Moscou, há vários museus, galerias, parques e outras atrações que podem ser visitados gratuitamente.

No último dia 20 de maio, por exemplo, a cidade realizou mais uma edição da “Noite do Museus”, quando diversos espaços deixam de cobrar entrada por algumas horas. Mas isso não quer dizer que não seja possível visitá-los de graça em outras datas.

Gratuidade mensal

No terceiro domingo de todo mês, vários museus famosos de Moscou organizam o chamado “Dia da Entrada Livre”. Entre os que participam estão a Casa de Gógol, o Museu da Cosmonáutica, o Museu Gulag e o Museu de Arte Moderna de Moscou.

Além disso, toda quarta-feira, a entrada para o acervo permanente (e para algumas exposições temporárias) da Nova Galeria Tretyakov, é gratuita.

Este anexo da galeria Tretyakov ostenta uma grande coleção de arte russa século 20, incluindo obras de Malevitch e Kandinsky.

Para obter mais informações sobre quais exposições estão em cartaz, acesse o site oficial da galeria (em inglês).

 “Quadrado Negro”, do artista vanguardista Kazimir Malevitch, na galeria Tretyakov (Foto: Serguêi Bobilev/TASS) “Quadrado Negro”, do artista vanguardista Kazimir Malevitch, na galeria Tretyakov (Foto: Serguêi Bobilev/TASS)

Pé na estrada

Grupos como Moscou Free Tours e Moscow Greeter oferecem passeios diários e gratuitos pelo centro da cidade. Além de serem informativos, as excursões são ótimas para quem acabou de chegar à cidade e ainda precisa ganhar um senso de direção.

Áreas verdes

A maioria dos parques de Moscou permanecem abertos durante todo o ano, mesmo nos meses frios de inverno. Os principais são Sokôlniki, Górki, Tsarítsino e VDNKh. Como eles muitas vezes recebem shows e festivais ao ar livre, é bom ficar atento à programação. Na falta de planos, fica a dica: passear por um parque de Moscou é uma ótima maneira de se deparar com diferentes tipos de eventos e atividades.

Museu-propriedade Arkhangelskoye, nos arredores de Moscou (Foto: Iliá Pitalev/RIA Nôvosti)Museu-propriedade Arkhangelskoye, nos arredores de Moscou (Foto: Iliá Pitalev/RIA Nôvosti)

Museu dos Ícones Russos

Esse museu particular de ícones cristãos ortodoxos russos fica aberto das 11h às 17h, todos os dias (exceto quarta-feira), e é gratuito.

A coleção, com mais de 4.500 objetos, abrange um período significativo da produção de ícones russos, bem como artefatos bizantinos. O endereço do museu é Goncharnaya Ulitsa 3 (próximo às estações de metrô Taganskaya e Kitay-Gorod).

Casa de Bulgákov

O museu do famoso escritor russo fica aberto o ano inteiro e também tem entrada franca. Nele é possível explorar os vários aspectos e temas trabalhados pelo autor, assim como obras de arte e objetos relacionados.

Para quem deseja passeio guiado, o museu dispõe de guias que falam inglês.

O famoso apartamento número de 50 de Bulgákov (Foto: Divulgação)O famoso apartamento número de 50 de Bulgákov (Foto: Divulgação)

Conservatório Tchaikovsky

O Conservatório Tchaikovsky oferece uma ampla variedade de apresentações, das quais muitas são gratuitas. Por ser uma das principais instituições de música do país, os concertos expõem a nova geração de músicos profissionais, sob o olhar atento de seus mentores. O edifício e as salas são espaços históricos, pois alguns dos maiores músicos da Rússia estudaram ali. O site em inglês nem sempre mostra a programação atualizada; por isso, ligue para o conservatório ou visite-o pessoalmente.

Exposição no metrô

O principal Museu do Metrô de Moscou (site em russo) pode estar temporariamente fechado, mas há uma exposição sobre o tema na estação de metrô Vystavochnaya, perto do centro empresarial conhecido como Moscow-City. Sem custo algum, é possível observar equipamentos, uniformes e outros objetos da história do metrô.

Turistas na estação Komsomolskaya (Foto: Evguêni Odinokov/RIA Nôvosti)Turistas na estação Komsomolskaya (Foto: Evguêni Odinokov/RIA Nôvosti)

Centro de Arte Contemporânea Winzavod

O complexo de arte e design Winzavod oferece várias atividades e opções de entretenimento. A entrada para o complexo é gratuita o ano todo.

Por atrair muitos jovens, é fácil encontrar falantes de inglês por ali. Além disso, o centro organiza regularmente exposições de arte gratuitas.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.