Esqui no coração da Sibéria

A área de esqui do resort tem quatro montanhas, com variação de altura de 120 metros a 680 metros Foto: Lori / Legion Media

A área de esqui do resort tem quatro montanhas, com variação de altura de 120 metros a 680 metros Foto: Lori / Legion Media

A estação de esqui de Chereguech, popularmente conhecida como Gesh, é uma das cinco melhores da Rússia. Com suas longas temporadas, o local é ótimo para praticantes de todos os níveis.

No início do século 20, em um cantinho nevado da Sibéria onde vivia o povo Shor, de língua túrquica, surgiu o povoado de Chereguech, onde se estabeleceram mineradores de ferro, liderados pelos irmãos Chereguéchevi, que abriram aqui uma mina. Esse lugar começou a ser usado como resort muito mais tarde: as primeiras pistas de esqui perto da aldeia na colina verde surgiram apenas em 1981, para o treinamento de atletas profissionais. Só na última década Chereguech tornou-se um lugar popular entre os fãs de férias de inverno de toda a Rússia.

Como chegar

O caminho das cidades centrais até Gesh não é dos mais curtos:  voo de 4 horas de Moscou para Novosibirsk e 8 horas de ônibus (o ônibus turístico custa US$ 39 ida e volta). Ou 4,5 horas de voo até a cidade de Novokuznetsk, a mais próxima do resort, e mais três horas de viagem (o ônibus custa US$ 4,5 só ida). A viagem de avião e ônibus custa um total de US$ 180 a US$ 230.

Também há voos de Moscou para os aeroportos de Kemerovo, Barnaul e Tomsk.

O local começou a ficar mais animado com o crescimento da popularidade do esqui na década de 2000 na Rússia. A maioria dos fãs dos esportes de inverno chegam a Chereguech vindos de grandes cidades vizinhas, mas visitantes da parte europeia do país também não são uma raridade. Em Chereguech há até mesmo viajantes estrangeiros.

Clima

Por que um esquiador de oeste da Rússia prefere voar de 4 a 5 horas para a floresta siberiana e não escolhe a Europa vizinha, as montanhas do Cáucaso ou Sôtchi? Porque a neve em Gesh começa a cair já em setembro, e o resort começa a funcionar antes de qualquer outro no país –no início de novembro. Para aqueles que não têm medo de frio, a temporada de esqui aqui dura seis meses.

A Rússia e a Sibéria, em particular, são conhecidas por fortes nevascas e longos e frios invernos. Nos meses de inverno, a vida em geral é dura –as temperaturas muitas vezes caem abaixo de -30ºC, mas já foi registrado até -52ºC. Portanto, novembro e os meses de primavera são mais ativos. Considera-se que o microclima único de Chereguech tem a melhor neve do mundo: crocante, leve e seca.

A área de esqui do resort tem quatro montanhas, com variação de altura de 120 metros a 680 metros. A montanha mais alta é a Montanha Verde, com 1.270 m. A extensão de pistas do resort é de 42 km, mas Chereguech é famosa não por suas pistas, mas pela possibilidade de esquiar fora delas. Devido à pequena altitude das montanhas não há muito perigo de avalanches e pode-se esquiar em qualquer direção, para onde der vontade. É por isso que Gesh atrai os free-riders. A variedade do terreno é uma alegria especial para eles.

Carnaval em Chereguech

Todos já viram fotos dos Alpes na primavera, quando o ar é tão quente que as meninas podem tirar as jaquetas, tomar banho de sol e esquiar de biquíni. Mas os siberianos gostam de superar os outros em qualquer coisa. Na primavera, a temperatura do ar se aquece até 10ºC ou 15ºC e a neve não se derrete. É exatamente nesse momento que os moradores de Chereguechh decidiram organizar a competição de biquíni mais famosa no mundo, registrada no Livro Guinness dos Recordes. A ideia foi implementada com sucesso em 2013.

Na temporada seguinte, em vez de biquíni, os participantes começaram a usar roupas de carnaval e transformaram a corrida em uma festa brilhante. No resort sempre são organizadas festas, a temporada se abre com verdadeiras danças xamânicas, são feitas panquecas e se celebra o Ano-Novo.

Quanto custa o Ski Pass?

Os teleféricos em Sheregesh funcionam das 9 até as 17 horas. Há bilhetes para 4 horas, meio-dia ou por uma semana. Dependendo do tipo de teleférico e da complexidade de pista, o preço varia de 500 até 3.500 rublos (US$ 9,5 a US$ 66). As crianças menores de 7 anos têm acesso gratuito. 

A caça ao Ieti

Há três anos, a região da estação de esqui atraiu a atenção do mundo não pelo esqui. A 35 km do resort, na caverna de Azovskaia, foram encontradas pegadas do Ieti, o Homem das Neves. Tiveram início expedições de cientistas, teorias, histórias verdadeiras de caçadores e supostos vídeos do Ieti siberiano.

O povo local, os Shor, fez a promoção comercial da lenda da caverna Azasskaia: em homenagem ao morador da floresta, os residentes colocaram um monumento de madeira com o tamanho imaginário do Ieti e nas lojas de souvenires apareceram bonecos e ímãs. Além disso, grandes bonecos peludos agora acompanham cada celebração organizada no resort, passaram e a ser organizadas excursões até a caverna e no verão e no inverno os valentes saem em busca do gigante desgrenhado: o próprio governador de Kuzbass prometeu um milhão de rublos (US$ 22.700) para aquele que trouxer o Ieti.

Onde ficar?

Em Sheregesh, pode-se alugar uma casa ou ficar em um hotel. Os preços variam de 700 até 17.000 rublos (US$ 17 a US$ 320). No site pode-se escolher um hotel cujo preço inclui passe de esqui e comida. Se você quiser levar animais é melhor verificar esse tipo de informação com antecedência.

http://www.sheregesh.su/hotel

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.