48 horas entre futebol, arte e vareniki em Curitiba

Estufa do Jardim Botânico é um dos principais cartões postais da cidade Foto: Alamy / Legion Media

Estufa do Jardim Botânico é um dos principais cartões postais da cidade Foto: Alamy / Legion Media

No dia 26 de junho, a Rússia enfrenta a Argélia em seu último jogo na primeira fase da Copa do Mundo. A partida acontecerá na Arena da Baixada, em Curitiba, cidade conhecida por suas áreas verdes e pela forte presença de imigrantes ucranianos e poloneses. Confira abaixo um roteiro preparado pela Gazeta Russa para os torcedores que querem conhecer melhor a capital paranaense.

Quinta-feira, 13h – Almoço brasileiro

Para não chegar ao estádio com fome nem se atrasar para o jogo, escolha um restaurante que não fique longe do bairro de Água Verde, onde fica a Arena da Baixada. Uma boa opção é visitar o Mercado Municipal de Curitiba, que, além de barracas de carnes, frutas e verduras, conta com oito restaurantes. No Box do Eliseu, é possível provar um brasileiríssimo PF (prato feito), com arroz, feijão, bife acebolado e ovo frito. Terminada a refeição, corra para o estádio – às 17h é hora de torcer!

Informações: Avenida Sete de Setembro, 1865, Centro. Aberto às segundas, das 7h às 14h, de terça a sábado, das 7h às 18h, e aos domingos, das 7h às 13h.

Estádio do Atlético abrigará último jogo da Rússia na fase de grupos da Copa Foto: Alamy / Legion Media

Quinta-feira, 20h – Cerveja e petiscos

Deixe a crise com a Ucrânia de lado e visite o Barbaran, que funciona na sede da Sociedade Ucraniana do Brasil. Cervejas a preços honestos e petiscos como o varenik recheado com batata e repolho contribuem para o sucesso do lugar escondido no centro de Curitiba. Aproveite para jantar por lá mesmo: além dos vareniki, a casa serve pratos, sanduíches e bolinhos variados.

Informações: Alameda Augusto Stelfeld, 799, Centro. Aberto de terça a quinta, das 16h à meia-noite, às sextas, das 16h à 1h, aos sábados, das 12h à meia-noite, e aos domingos, das 16h às 20h30.

Sexta-feira, 11h – Tour sobre rodas

Para conhecer os principais pontos turísticos da cidade de um jeito fácil, embarque em um dos ônibus da Linha Turismo, que circula entre praças, parques, museus e outras atrações de Curitiba. Os ônibus saem a cada 30 minutos em pontos específicos nas atrações. O roteiro, que percorre cerca de 45 km em duas horas e meia, começa na praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer uma das paradas. Durante o passeio, é possível ouvir informações sobre os locais visitados em português, inglês ou espanhol.

Informações: A passagem pode ser comprada diretamente nos ônibus, que circulam de terça a domingo. A primeira saída da praça Tiradentes acontece às 9h, e a última, às 17h30. A tabela com os horários e endereços de cada parada pode ser consultada no site www.urbs.curitiba.pr.gov.br/transporte/linha-turismo.

Sexta-feira, 14h – Tempero italiano

Reserve o almoço para conhecer o bairro Santa Felicidade, um dos principais polos gastronômicos de Curitiba. Fundado por imigrantes italianos, o bairro tem diversas casas com arquitetura típica do século 19 e, claro, bons restaurantes italianos. Entre as opções, há o Madalosso, que em 1995 entrou para o Guinness, o Livro dos Recordes, com o título de maior restaurante das Américas, com 4.645 lugares e uma área total de 7.671 metros quadrados.

Informações: Avenida Manoel Ribas, 5875, bairro Santa Felicidade (www.madalosso.com.br). Aberto de segunda a sábado, das 11h30 às 15h e das 19h às 23h, e aos domingos, das 11h30 às 15h30.

Sexta-feira, 16h - Momento cultural

Depois do almoço, ainda dá tempo de conhecer o Museu Oscar Niemeyer, onde há exposições de artes visuais, arquitetura, urbanismo e design. Com seu formato que lembra um olho, o prédio foi construído em 1978 e abrigava secretarias de Estado até ser transformado em museu, em 2002. Não deixe de visitar o Pátio das Esculturas, no subsolo do museu, que guarda obras de vários artistas brasileiros.


Museu Oscar Niemeyer tem como foco artes visuais, arquitetura e design Foto: Alamy / Legion Media

Informações: Rua Marechal Hermes, 999, bairro Centro Cívico (www.museuoscarniemeyer.org.br). Aberto de terça a domingo, das 10h às 18h.

Sexta-feira, 20h - Jantar carnívoro

Considerado um dos restaurantes mais tradicionais de Curitiba, o Madero é na verdade uma rede com 13 bem decoradas filiais espalhadas pela capital paranaense. A casa é especializada em carnes e um dos destaques é o cheeseburguer, que pode vir acompanhado de fritas ou batatas noisette. As carnes são servidas com diversos molhos, como chimichurri e mostarda Dijon. Há também massas e saladas.

Informações: Para consultar os endereços das filiais e os horários de funcionamento, visite o site www.restaurantemadero.com.br.

Sábado - 11h - Arquitetura e natureza

Encerre a visita a Curitiba com um passeio pelo Jardim Botânico, onde fica um dos cartões postais mais famosos da cidade. Com estrutura toda feita em metal e vidro, a estufa principal do jardim tem arquitetura no estilo art noveau e é inspirado no Palácio de Cristal de Londres, construído no século 19.

Além da estufa, o espaço do Jardim Botânico conta com o Museu Botânico Municipal, que tem uma coleção de mais de 300 mil amostras de plantas, madeiras e frutos, e com o Espaço Cultural Frans Krajcberg, que traz uma mostra permanente do artista polonês radicado no Brasil. Com 110 obras feitas com restos de árvores queimadas ou derrubadas de forma ilegal, a exposição “A Revolta” tem como tema a destruição das florestas brasileiras.

Informações: Rua Engenheiro Ostoja Roguski, sem número, bairro Jardim Botânico. Aberto todos os dias, das 6h às 20h.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.