Os lugares preferidos de Pútin em Sôtchi

O presidente tem uma predileção especial por “Krasnaia Poliana,” uma vila na cabeceira do rio Mzimta Foto: ITAR-TASS

O presidente tem uma predileção especial por “Krasnaia Poliana,” uma vila na cabeceira do rio Mzimta Foto: ITAR-TASS

O presidente da Rússia é conhecido por seu espírito de aventura: anda de esqui nas montanhas, pilota triciclos e encontra ânforas antigas no fundo do mar. E em seu tempo livre, Vladímir Pútin segue até a sua residência de verão na. A Gazeta Russa procurou moradores locais para saber quais os lugares favoritos de Pútin em Sôtchi que valem a pena visitar.

Há alguns anos o presidente da Rússia deu início ao programa de reintrodução de leopardos do Cáucaso Ocidental: na época, o próprio Pútin soltou pessoalmente uma fêmea jovem no novo centro de criação, mais espaçoso. Não é de se admirar que o leopardo se tornou um dos mascotes dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014.

É possível dar uma olhada nos leopardos presidenciais no Parque Nacional de Sôtchi, mas durante a Olimpíada pode não sobrar tempo para visitá-lo. A Gazeta Russa separou outros locais preferidos do presidente que localizam-se a apenas poucos passos das instalações olímpicas e estarão abertos à visitação durante os jogos.

"Botcharov rutchei" (Riacho de Botcharov)


Foto: ITAR-TASS

A residência de verão do presidente, “Botcharov rutchei”, situa-se no centro da cidade, no bairro de Nova Sôtchi. Se durante um passeio você chegar à  rua Vinogradnaia, pergunte aos moradores  locais onde é a datcha presidencial e qualquer habitante de Sôtchi irá mostrar-lhe o caminho.

A residência, construída nos anos 1930, serviu de local para descanso de líderes da URSS como Stálin, Khrushchev, Suslov. Boris Iéltsin gostava de passar o tempo na quadra de tênis. Muitos visitantes ilustres estiveram ali: em 2006, realizou-se uma reunião entre Pútin e Bush e em seguida, a reunião entre Medvedev e Merkel.

“Krásnaia Poliana” (Clareira vermelha)

O presidente tem uma predileção especial por “Krasnaia Poliana,” uma vila na cabeceira do rio Mzimta. Pútin, um praticante inveterado de esqui alpino, inspeciona as pistas de esqui pessoalmente.

A Casa de Chá de Dagomisski

Na serrana Sôtchi, crescem as ervas a partir das quais é obtido o chá forte e aromático de Krasnodar. Pútin ofereceu essa bebida aos visitantes estrangeiros nas Casas de Chá de Dagomisski.  Elas estão localizadas em meio às colinas, entre os povoados de Loo e Dagomis, há 15 quilômetros de Sôtchi. Entre uma xícara e outra de chá, o presidente da Rússia realizou uma reunião informal com o antigo chanceler alemão Schröder. Também estiveram ali George Bush, Dmítri Medvedev e muitos outros políticos famosos. Desde o início das construções, ainda em meados dos anos 1970, planejava-se realizar recepções para as delegações estrangeiras precisamente nesse lugar, onde tudo tem um colorido todo russo: o chá, os “blíni” (panquecas), as tortas e o samovar (utensílio culinário russo para servir o chá).

A Estação de Sôtchi


Foto: ITAR-TASS

Várias vezes o presidente realizou reuniões enquanto se encontrava no vagão do trem a caminho de Sôtchi. Por isso, a próxima parada do roteiro é a Estação Sôtchi, um monumento arquitetônico de importância federal. Em 1975, ela foi incluída no Livro Vermelho da UNESCO e também foi reconhecida como sendo a mais bonita da Europa. No edifício de três andares da estação existem três pátios internos e uma torre alta de 55 metros, na qual está instalado o maior relógio da cidade, com um diâmetro de cinco metros. Cada número no mostrador corresponde a um signo zodiacal ou a uma constelação. Há rumores de que o arquiteto que projetou a estação estava envolvido com uma sociedade secreta que realizava pesquisas sobre ciências ocultas por ordem do governo da URSS.

O Teatro de Inverno e o Hall dos Festivais


Foto: RIA Nóvosti

Todos os anos, é realizado o Festival Internacional de Cinema Kinotavr no Teatro de Inverno. Pútin costuma visitar a sala de cinema e de concertos "Hall dos Festivais" para assistir a apresentação do grupo “Lube”, sua banda russa favorita, e ao jogo humorístico para jovens, o “KVN”, sigla em russo para Clube dos Alegres e dos Engenhosos.

Universidade Olímpica

A inauguração da  Universidade Olímpica Internacional, construída no centro de Sôtchi, perto do Porto Marítimo, também está relacionada ao presidente russo. Em 2010, Pútin, junto com o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, depositou solenemente uma cápsula nas fundações da universidade. Em setembro, o chefe de Estado russo vistoriou auditórios. No dia da inauguração, em uma reunião com professores e estudantes de 14 países, o presidente salientou que a universidade é o principal objeto da herança humanitária dos jogos. Nela, com base na experiência e nos conhecimentos olímpicos, estão sendo formados os gestores de esportes da nova geração, que devem levar às pessoas do mundo todo os valores de um estilo de vida saudável.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.