Rua mais antiga de Moscou completa 520 anos

Em homenagem ao seu aniversário, as autoridades de Moscou prometeram transformar a rua Arbat: remover os anúncios e renovar a pavimentação e as fachadas dos edifícios Foto: RIA Nóvosti

Em homenagem ao seu aniversário, as autoridades de Moscou prometeram transformar a rua Arbat: remover os anúncios e renovar a pavimentação e as fachadas dos edifícios Foto: RIA Nóvosti

Em homenagem ao seu aniversário, as autoridades de Moscou prometeram transformar a rua Arbat: remover os anúncios, renovar a pavimentação e as fachadas dos edifícios.

Arbat, a rua para pedestres mais antiga de Moscou, e por onde antigamente passava a Estrada Smolenskaia, prepara-se para o seu aniversário de 520 anos. Todos os trabalhos de reorganização serão feitos entre 1º e 6 de outubro de 2013, logo depois da celebração do Dia da Cidade, em 7 de setembro.

A rua Arbat hoje perdeu parte de seu charme histórico, que por muitos séculos atraía os intelectuais da cidade. Hoje, turistas e moscovitas não conseguem admirar as fachadas das casas e as placas memoriais, a riqueza da rua, por causa da abundância de propaganda em outdoors.

Em homenagem ao seu aniversário, as autoridades de Moscou prometeram transformar a rua Arbat: remover os anúncios e renovar a pavimentação e as fachadas dos edifícios. Também foi divulgado o valor total do projeto, que chegará a mais de US$ 10 milhões. Os principais recursos serão gastos na troca dos azulejos das calçadas e em paisagismo. As famosas lanternas da rua permanecerão intactas.

Os músicos e artistas que tocam na rua deverão obter uma licença: as autoridades de Moscou permitirão que os artistas trabalhem em áreas especialmente designadas e somente com a obtenção de licença.

Histórico

Em sua história, a rua experimentou mais de um renascimento –em 1736, seus prédios foram quase completamente destruídos por um incêndio e a rua teve de ser reconstruída: luxuosas mansões e propriedades da nobreza, dos mercadores e funcionários públicos, passaram a decorá-la, transformando-a em uma das áreas mais prestigiadas e caras de Moscou, o que permanece até hoje. Muitos edifícios não sobreviveram até os dias atuais, como a Igreja de Nikola Revelado em nome da Santa Virgem, situada na esquina da Arbat com a Serebriani Pereulok, demolida em 1846.

A partir do século 19, a rua torna-se não só o coração cultural de Moscou, mas a concentração da intelectualidade da cidade, abrigando museus, monumentos de arquitetura e teatros –o Teatro Acadêmico do Estado Eugene Vakhtangov, o teatro Anton Tchekhov, entre outros.

A partir do século 19, a rua torna-se não só o coração cultural de Moscou Foto: wikipedia.org

Canções, poemas e filmes também foram dedicados ao endereço nobre. Bulat Okudzhava, poeta e compositor, escreveu sobre a rua Arbat as linhas memoráveis de uma música amada por todos os moscovitas, que já comemorou seus 40 anos: "Oh Arbat, meu Arbat, você é minha pátria...você é o meu destino".

Hoje, a rua é uma oportunidade de mergulhar no espírito criativo da antiga cidade de Moscou: ouvir os músicos de rua, comprar souvenires originais e fazer um passeio sem pressa desde os seus portões até a Praça Smolenskaia.

Como chegar:

A ruafica no distrito central administrativo de Moscou (bairro Arbat). Estende-se desde os portões Arbatskie até a praça da estação Arbatskaia de metrô, a Smolenskaia.

Onde comer:

Hard Rock Cafe, Stari Arbat, 44 http://www.hardrockcafe.ru/     

Cozinha: Americana/mexicana

Valor médio: 500 a 1.000 rublos

Doolin House, pub irlandês, Stari Arbat, 20  

Cozinha: europeia

Valor médio: 1.000 a 1.500 rublos

Restaurante Brasileiro, Velho Arbat, 10    

Cozinha: Latino-americana/europeia

Valor médio: acima de 2.500 rublos

Restaurante San Marco, Velho Arbat, 25  

Cozinha: italiana

Valor médio: 1.500 a 2.500 rublos

Restaurante Bósforo, Velho Arbat , 47/2   

Cozinha: europeia/turca

Valor médio: 1.000 a 1.500 rublos

Restaurante Dom Aktióra, Velho Arbat , 35     

Cozinha: europeia/caucasiana/russa

Valor médio : 500 a 1000 rublos

O que é vale a pena ver:

Restaurante Praga, Arbat, 2/1

Vale a pena conferir a doceria do restaurante: comprar o bolo Praga (a partir de 732 rublos), o bolo Ptitchie Molokó (a partir de 756 rublos) ou doces (a partir de 25 rublos). O  restaurante está fechado temporariamente.

Trata-se do restaurante mais antigo de Moscou, inaugurado em 1902. Na época, contava com seis salas, buffets, 18 gabinetes separados e vários salões de bilhar. Entre os clientes do Praga constavam artistas, músicos e escritores da época, como Lev Tolstói, Ivan Bunin, Alexander Kuprin.  

Praga é famosa por suas obras de arte da culinária: durante o período soviético formavam-se filas não só em busca do bolo com o nome do local, mas também em busca da invenção lendária e patenteada do confeiteiro de  Moscou –o Ptitchie Molokó (Leite de Pássaro), que não possui similares na culinária mundial.

Apartamento-Memorial A.S. Pushkin no Arbat, rua Arbat, 53, casa 1  

Foi para esta casa, um dos edifícios mais antigos da Arbat (do século18), que Alexander Sergeievich Pushkin trouxe a sua jovem esposa Natalia Nikolaevna Goncharova no dia18 de fevereiro de 1831, depois do casamento. O Museu chamado Apartamento de Pushkin no Arbat foi inaugurado em 1986.

Teatro Eugene Vakhtangov, Arbat, 26/2

Bem no coração da rua Arbat é impossível não notar o grande prédio com colunas.O teatro existe desde 1921; em 1926, recebeu o nome de seu diretor artístico, Eugene Vakhtangov. É amado por mais de uma geração de moscovitas pelo talento dos artistas e cineastas, pela variedade de gêneros de produções, desde os clássicas (Anna Karenina, Eugene Onegin) até as apresentações de teatro experimental.

Junto ao teatro fica aberto o museu-apartamento de Vakhtangov (Denezhni Pereulok, 12).

Hoje, o teatro está se preparando para uma nova temporada, a 93a, abrindo no dia 5 de setembro com o espetáculo “Marina”, em homenagem ao 90o aniversário do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos no site parter.ru, no caixa do próprio teatro (o preço dos ingressos varia entre 150 e 6.500 rublos) ou ainda no site do teatro http://www.vakhtangov.ru/.

Fonte Princesa Turandot, rua Arbat, 26

Estando ao lado do edifício do teatro, não deixe de dar uma olhada na fonte Princesa Turandot (1997), em homenagem à última performance de Vakhtangov em 1922. A fonte foi erguida com o apoio do governo de Moscou para o aniversário de 850 anos da capital.

Ela é iluminada à noite, criando um toque romântico para os casais apaixonados que passeiam pela Arbat.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.