Um guia de luxo de São Petersburgo

Hoje, quase tudo o que podia ser aproveitado na São Petersburgo dos séculos 18 e 19 está disponível novamente Foto: Slava Stepanov

Hoje, quase tudo o que podia ser aproveitado na São Petersburgo dos séculos 18 e 19 está disponível novamente Foto: Slava Stepanov

Gazeta Russa montou um guia de atrações e restaurantes de luxo que valem a pena conferir para quem passa pela cidade.

Desde os tempos em que era a capital do Império, São Petersburgo é famosa por seus passatempos aristocráticos. Basta lembrar os trechos do poema "Evguêni Onéguin", de Aleksandr Púchkin, que ilustram as distrações do jovem dândi: bailes, recepções, espetáculos, festas e almoços com pratos requintados.

A Gazeta Russa montou um guia de atrações e restaurantes de luxo que valem a pena conferir para quem passa pela cidade.

Hoje, quase tudo o que podia ser aproveitado na São Petersburgo dos séculos 18 e 19 está disponível novamente: é possível realizar um grande encontro ou organizar o próprio baile de gala em um de seus palácios e mansões. Os cafés da manhã, almoços e jantares nos restaurantes atuais também não deixam nada a desejar se comparados com os da época de Onegin.

O restaurante Tsar, por exemplo, localizado no centro da cidade, próximo à avenida Niévski, oferece iguarias da verdadeira cozinha russa. Ali é possível almoçar uma sopa de caranguejo e pelmeni siberianos (uma espécie de capelete recheado de carne) ou um lobo do mar (robalo) grelhado. Para encerrar, pode-se beber kvas (tradicional bebida russa) de cranberry. Há também a sugestão especial "Café da manhã para os lordes": é sempre agradável começar o dia com um mingau de milho com abóbora, panquecas de batata ou blíni com caviar vermelho.

Outro restaurante sofisticado, o Ninho dos Nobres, situa-se na Casa de Chá do Palácio Iussupov, próximo ao Teatro Mariinski. O restaurante tem dois aconchegantes salões e uma sala de música, onde, à noite, há apresentações ao vivo. Pratos exclusivos, baseados na cozinha francesa e russa, constam do menu. As receitas originais do chef do restaurante estão lado a lado com pratos resgatados a partir das anotações do livro de receitas da família Iusupov: pelmeni de carne de urso ao molho de vinho com fatias de foie gras, esturjão assado à moda aristocrata e filé de renas marinadas em vinho da Borgonha e ervas de Provença.

Até os pratos tradicionais como borsch, strogonoff e ukhá (sopa de peixe) são preparados de acordo com receitas originais da Rússia antiga. Vladímir Pútin e George Bush, Gerhard Schroeder e Helmut Kohl, Catherine Deneuve, Bruce Willis, Paul McCartney e sua esposa e muitas outras estrelas e chefes de Estado jantaram ali.

No domingo, pode-se desfrutar de um tradicional brunch no luxuoso restaurante Taleon, no coração da avenida Niévski, próximo ao Hermitage. A refeição sem pressa (das 12h as 16h) é sempre acompanhada de um programa musical. O restaurante está situado no interior recriado da mansão dos Eliseevikh, com decoração no estilo Luís 16.

Ponte, abrindo durante as Noite Brancas de São Petersburgo Foto: Alamy/Legion Media

Há ainda mais dois restaurantes com vistas maravilhosas para a cidade de São Petersburgo localizados nos pisos superiores de edifícios que estão entre os mais altos do centro da cidade. Da área descoberta, situada no telhado do restaurante Terraço, é possível acompanhar a vida da avenida Niévski e admirar a arquitetura da Catedral de Kazan. O restaurante Mansarda está localizado no centro de negócios “Quattro corti”, bem próximo da majestosa da Catedral de Santo Isaac. Constam de seu menu (que é oferecido em iPads) os melhores pratos clássicos da culinária europeia e asiática.

Passeios

Para os aficionados por automóveis antigos, o Bureau de Entretenimento de São Peterburgo oferece modelos de Cadillac, Rolls Royce, Mercedes Benz e Jaguar dos anos 1950 e as beldades vintage russas “Tchaika” (Gaivota) e “Pobeda” (Vitória), que foram os automóveis dos líderes, cosmonautas e atores de cinema soviéticos. É sempre confortável ir às compras de carro: na avenida Niévski e na loja de departamentos DLT (Casa do Comércio de Leningrado) ficam uma série de boutiques de empresas conhecidas, desde Armani até Versace.

Já o museu Hermitage 20–21, situado no edifício do Estado–Maior, na Praça do Palácio, aguarda os interessados em arte contemporânea. E quem está à procura da arte atual russa deve dar uma olhada na Galeria de Marina Gisitch, onde é possível ver e comprar pinturas, composições, esculturas, gravuras e fotografias de artistas dos anos 1980 ao 2000.

Os apreciadores da tecnologia da aviação irão gostar dos passeios aéreos. Os voos sobre a cidade, assim como o passeio em um avião esportivo até os belos lagos e florestas da Carélia, podem ser realizados tanto na qualidade de passageiro quanto na de piloto.

Em São Petersburgo, também é possível alugar um barco, uma lancha esportiva, um jet ski, um navio, um iate à vela ou a motor tanto para passeios pelos rios e canais da cidade como para pesca nos lagos da região e na saída para o mar Báltico, através do Golfo da Finlândia.

Depois de todas as aventuras, a filial do mundialmente famoso bar e restaurante Buddha Bar pode proporcionar uma noite em um ambiente relaxante. Mas, se ao contrário, você quer fazer barulho e se divertir, então a opção é o clube de elite Jelsomino Café, com restaurante e karaokê. Você poderá encomendar e cantar a sua canção favorita com acompanhamento profissional, assistir a um show, bem como provar caviar preto e outros pratos gourmet.

Nos próximos anos, nos subúrbios de São Petersburgo, devem ser inaugurados alguns clubes de golfe com hotéis e restaurantes localizados nas edificações de antigas propriedades rurais.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.