Curta um dia (perfeito) de verão em São Petersburgo

Ponte Pedro, o Grande, abrindo durante as Noite Brancas de São Petersburgo Foto: Aleksêi Danitchev/RIA Nóvosti

Ponte Pedro, o Grande, abrindo durante as Noite Brancas de São Petersburgo Foto: Aleksêi Danitchev/RIA Nóvosti

Visite a cidade durante as espetaculares Noites Brancas e tire proveito dos longos dias de verão na capital do norte.

7:00 – Fotografe a arquitetura da cidade

Quem está curtindo as Noites Brancas, já terá ido para casa, enquanto os trabalhadores tentam driblar a claridade por mais uns minutos de sono. Essa é a hora perfeita para sair às ruas do centro da cidade e tirar fotos dos edifícios da cidade. Comece pela Catedral de Nossa Senhora de Kazan em direção à icônica Catedral de São Isaac, antes de caminhar até a Igreja do Salvador do Sangue Derramado e, finalmente, ao Hermitage e à praça principal da cidade, ao lado da margem do rio Neva. A luz é absolutamente perfeita e as hordas de turistas ainda não tomaram o centro da cidade.

9:00 – Café-da-manhã francês

Saboreie um café acompanhado de croissant ou bolo no Du Nord 1834, um café francês no hotel Oktiabarskaia. O café recebeu esse nome em homenagem a uma das primeiras confeitarias francesas da cidade, que abrigava o mesmo edifício no século 19 e era popular com a aristocracia da cidade, para quem a fluência em francês era essencial.

11:00 – Visita ao Palácio Peterhof

Essa série magnífica e restaurada de palácios e jardins está localizada na costa sul do Golfo da Finlândia e fica um pouco longe do centro da cidade – mas a viagem é certamente recompensadora. A área é injustamente chamada de “resposta russa a Versailles”, apesar de Pedro, o Grande ter realmente buscado inspiração nos franceses para construir a propriedade.

Fontes do Palácio de Peterhof Foto: Lori/ Legion Media 

As principais atrações do Peterhof são o Grande Palácio e a Grande Cascata, mas há muito mais visitar nessa extensa propriedade, com seus amplos jardins e caminhos que levam ao mar. A propriedade é a manifestação do sonho de Pedro, o Grande, de construir uma obra de arte cultural à moda europeia. Peterhof é grande o suficiente para acomodar a multidão de visitantes.

14:00 – Almoço no centro da cidade

Há vários cafés pequenos perto da Igreja do Salvador do Sangue Derramado. Por ser verão, muitos deles servem borsch frio ou okrochka, uma sopa fria que mistura vegetais crus, principalmente batatas cozidas, ovos e pedaços de carne.

Se você está procurando uma tradicional carne russa com batata, então experimente acompanhá-la com kvass, uma bebida fermentada feita de pão de centeio.

15:30 – Homenagem a Fiódor Dostoiévski

Inverno, e não o verão, é a melhor época para visitar museus, mas uma viagem a São Petersburgo não estará completa para um fã de Dostoiévski sem visitar a casa onde ele escreveu a obra-prima “Irmãos Karamazov”.

O apartamento foi restaurado a fim de parecer exatamente do jeito que era antes de o grande escritor morrer. Existem muitas teorias de conspiração a respeito de sua morte. Alguns até sugeriram que ele foi morto pela polícia, que teria descoberto sobre seu suposto envolvimento no assassinato do tsar Aleksandr II.

A casa está fora dos roteiros mais batidos e, por isso, é um passeio imperdível para aqueles que apreciam literatura russa. Faça uma visita guiada com áudio.

17:30 – Faça um desejo na estátua Chizik Pizik

Como a Fontana di Trevi, em Roma, São Petersburgo tem um local onde se pode fazer desejos ao lançar uma moeda. A menor escultura da cidade é um monumento ao Chizik Pizik, um pequeno pássaro de bronze que é citado em uma canção folclórica popular. Ao lançar uma moeda na estátua, que fica abaixo de uma ponte sobre o Fontanka, e ela cair sobre o pequeno parapeito, seu desejo vai se tornar realidade.

18:00 – Sol à noite na Fortaleza de Petropavlovsk

Às margens gramadas da cidadela mais antiga de São Petersburgo é um ótimo lugar para pegar um pouco de sol no início da noite e observar as pessoas. A área tem muitos espaços para banhistas, famílias, casais e grupos de jovens.

Cidade russa está no Top-25 dos melhores destinos turísticos do mundo, segundo TripAdvisor 2013 Foto: aleksandr Petrosian

Há também excelentes vistas para o Hermitage e Catedral de São Issac, que estão do outro lado do rio Neva. Os mais aventureiros podem ir até à praia à beira do rio e tomar um banho gelado no rio. Placas dizem que é proibido nadar, mas ninguém é preso por isso.

19:00 – Jantar de luxo no Palkin

Esse restaurante de 220 anos é um marco de São Petersburgo, e o excelente serviço e comida equivalem ao alarde em torno do estabelecimento. Curta um jantar no estilo da elite russa do século 19, e percorra os corredores e escadarias do edifício.

Esse é um restaurante que leva os seus valores da velha guarda muito a sério, por isso, é essencial se vestir para a ocasião. Também dê uma passadinha pelos banheiros suntuosos do restaurante.

23:00 – Shows no pátios

Acontece um grande festa na cidade durante as Noites Brancas, já que os moradores querem tirar o máximo proveito das noites nesse curto período. Muitos desses shows são realizados nos pátios dos edifícios. São vários estilos musicais disponíveis; basta perguntar para os jovens para onde estão seguindo. Muitos desses shows vão até bem tarde da noite.

01h30: Abertura das pontes

Termine o longo dia com um passeio pela beira do Neva para assistir às inúmeras pontes levadiças da cidade se abrindo sobre o rio. Há poucas atrações tão bonitas quanto a abertura dessas pontes em uma das Noites Brancas.

Pode ser preciso uma boa dose de energia para aproveitar ao máximo as 24 horas na capital do norte, mas a aura e o misticismo das tão faladas Noites Brancas fazem valer a pena.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.