Cinco mitos da cultura popular russa

Membros da companhia de Moiseiev durante apresentação no Teatro Bolshoi, em Moscou

Membros da companhia de Moiseiev durante apresentação no Teatro Bolshoi, em Moscou

Ria Nôvosti/Vladímir Viatkin
Grupos folclóricos interpretam desde cantos tradicionais a hits pop.

Conjunto Acadêmico de Canto e Dança do Exército Russo A. V. Aleksandrov

Assim como o Teatro Bolshoi, o museu Hermitage e o Kremlin de Moscou, este conjunto militar – o mais conhecido do mundo – já se tornou uma marca registrada do país. É composto por120 pessoas, entre coro, orquestra, bailarinos e cantores.

Fonte: E.A.V

Conjunto Acadêmico de Canto e Dança do Ministério do Interior russo

Atento às paradas de sucesso mundial, este grupo já lançou remixes de músicas como “Sex Bomb”, de Tom Jones, e o blues “16 tons”, de Paul Robeson. Em 2013, o conjunto fez uma versão do hit “Get Lucky”, do Daft Punk, pela qual obteve mais de 6 milhões de visualizações no YouTube.

Fonte: RIA Nôvosti

Conjunto de Dança Popular Igor Moiseiev

Bailarino, professor e coreógrafo, Moiseiev fundou o primeiro conjunto de dança profissional na URSS em 1937. Viveu 101 anos e continuou a dirigir seu grupo até os últimos dias de vida. No repertório do grupo há danças russas, ucranianas, bielorrussas, moldavas e lituanas, entre outras.


Fonte: Folk Rus

Conjunto Acadêmico Nacional de Dança da Sibéria Mikhail Godenko

O conjunto foi fundado nos anos 1960 pelo coreógrafo soviético Mikhail Godenko e já visitou mais de 70 países. Seu estilo combina antigas danças de roda com coreografias contemporâneas e acrobacias.


Fonte: rasl rasl

Conjunto de dança popular “Beriozka”

Fundado em 1948, o conjunto era, no início, exclusivamente feminino. Ainda que haja homens atualmente, as personagens principais e as artistas continuam a ser moças belas e graciosas.


Fonte: Aleksandr Bogdanov

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook