Poeta soviético Evguêni Ievtuchenko morre aos 84 anos

Ievtuchenko foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura em 1963

Ievtuchenko foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura em 1963

Pável Smertin/TASS
Autor que residia nos EUA foi um dos mais importantes da década de 1960. Fiel ao regime, Ievtuchenko escreveu poemas dedicados a Lênin e a Stálin.

O lendário poeta Evguêni Ievtuchenko morreu no sábado passado (1º) nos EUA, onde vivia e trabalhava como professor na Universidade de Tulsa (Oklahoma) desde 1991. Um dia antes, o poeta havia sido internado em estado grave.

Segundo a esposa, Maria Nóvikova, Ievtuchenko vinha trabalhando em seu mais recente livro. “Ele morreu em paz, cercado por sua família”, declarou.

Ievtuchenko era o último representante da geração de 60, uma série de poetas e bardos do líder soviético Nikita Khruschov composta por Robert Rojdestvenski, Andrêi Voznesenski, Bulat Okudjava e Bella Ajmadulina (sua primeira mulher), entre outros.

O poeta era leal às autoridades soviéticas e dedicou poemas a Lênin e a Stálin, razão pela qual foi criticado por outros membros da intelligentsia.

O verso “um poeta na Rússia é mais do que um poeta”, em seu poema ‘Bratski GES’ (estação hidrelétrica de Bratski), tornou-se um aforismo e um manifesto pessoal.

Ievtuchenko é autor de mais de 150 obras, incluindo poesias e canções. Um de seus trabalhos mais famosos é o poema Babi Yar, de 1961, que recorda o assassinato de judeus durante a Segunda Guerra Mundial e que deu origem a uma composição sinfônica de Dmítri Chostakóvitch.

Lançamento em Cuba

Um livro de poemas de Ievtuchenko em espanhol está sendo preparado para publicação em Cuba, informou o poeta e tradutor Juan Luis Hernández Melian.

“Cuba irá lançar uma coleção de poemas de Ievtuchenko traduzidos por mim. Espero que seja publicado ainda este ano”, disse Melian à agência TASS. “A morte de Ievtuchenko é uma enorme perda para a literatura mundial”, acrescentou.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.