Neste dia: Mais antigo registro em cirílico era achado em Nôvgorod

Fragmento descoberto por Nina em 1951

Fragmento descoberto por Nina em 1951

Aleksêi Buchkin/RIA Nôvosti
Descoberto no início da década de 1950, texto esculpido em casca de bétula, árvore icônica no país, data dos séculos 14 e 15.

Durante escavações em Velíki Nôvgorod, em 26 de julho de 1951, foi encontrada a primeira escrita em casca de bétula na Rússia datada dos séculos 14 e 15. Os escritos antigos compreendem pequenos textos esculpidos na casca da icônica árvore russa.

A mulher por trás da descoberta, que os historiadores apelidariam mais tarde de “Saga da Casca de Bétula de Nôvgorod”, foi Nina Akulova.

O achado da primeira inscrição do tipo em cirílico, que ficou conhecida como “Gramota nº 1” (em referência a documentos medievais, como cartas e contratos), aconteceu durante uma expedição soviética liderada por Artêmi Artsikhovski.

Nos anos posteriores, mais de mil exemplares semelhantes foram descobertos em Moscou, Smolensk, Pskov, Vologda, Tver e Riazan, entre diversas outras cidades. Nôvgorod, porém, continua sendo a fonte mais generosa de documentos historicamente importantes.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.