Neste dia: Primeiro tsar da dinastia Romanov era coroado

A ascensão de Mikhail Romanov marcou o fim do Período de Tumultos na Rússia.

A ascensão de Mikhail Romanov marcou o fim do Período de Tumultos na Rússia.

Vladimir Boiko/Global Look Press
Monarca inspirava, porém, pouca fé no povo russo.

Mikhail Romanov foi tsar da Rússia entre 1613 e 1645 e fundador da dinastia Romanov, que governou a Rússia até 1917. Ele foi coroado no dia 22 de julho de 1613, na Catedral da Dormição, em Moscou.

O escritor Aleksêi Tolstói descreveu o país que seria então governado pelo tsar Mikhail: “A Rússia estava arruinada. Os tártaros da Crimeia abandonaram suas incursões às estepes selvagens, pois não havia sobrado nada para roubar. Nos 10 anos anteriores, ladrões, falsários e cavaleiros poloneses passaram por aqueles caminhos, de um lado ao outro da Rússia. Havia fome e pestes; pessoas comiam esterco de cavalo e carne humana salgada. Aqueles que sobreviviam se dirigiam ao norte, em direção ao Mar Branco, aos Urais e à Sibéria”.

“Durante esses dias difíceis, um garoto foi carregado em um trenó em meio às ruas imundas para as muralhas arruinadas de Moscou – um local coberto de cinzas, libertado a grande custo de seus ocupantes poloneses. Um garoto amedrontado foi eleito por aristocratas empobrecidos, mercadores sem riquezas e duros homens do norte e do Volga como o tsar de Moscou. O garoto rezou e chorou, observando pela janela de sua carruagem as multidões frenéticas que vieram para recebê-lo nos portões de Moscou. O povo russo tinha pouca fé em seu novo tsar, mas a vida tinha que seguir em frente...”, continuou o escritor.

A ascensão de Mikhail Romanov marcou o fim do Tempo de Dificuldades na Rússia, que durou de 1598 a 1613.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.